NET planeja emitir US$ 150 milhões em bônus perpétuos


A NET Serviços pretende captar US$ 150 milhões ainda este ano por meio de uma emissão de bônus perpétuos, aqueles sem prazo de vencimento final, anunciou hoje João Elek, vice-presidente Financeiro e de Relações com Investidores da operadora, em conferência com jornalistas para comentar os resultados da empresa no segundo trimestre de 2010. “O mercado (de capitais) está favorável a essa modalidade, nós levamos a idéia para o conselho e podemos fazer a emissão neste segundo semestre”, afirmou o executivo.

O vice-presidente financeiro explicou que a iniciativa ajudará a reduzir o custo da dívida da operadora, uma vez que o custo com os bônus perpétuos gira em torno de 9,25% ao ano, mas empresas com ratings similares ao da NET têm conseguido captar com taxas entre 7% e 8%. Em junho, a dívida da NET com esses bônus era de R$ 270,22 milhões e a dívida líquida  era de R$ 1,2 bilhão, alta de 7% em um ano. O passivo, no entanto, ainda está 15% abaixo da geração de caixa da empresa em um ano. Elek destacou que “operacionalmente, a empresa está saudável” e mantém a meta de margem Ebitda dentro da banda de 27% a 29% neste ano.

Resultados

A NET encerrou o segundo trimestre do ano com lucro líquido de R$ 56,5 milhões, uma queda de 69% na comparação com os R$ 180 milhões em igual período de 2009. João Elek apontou como principal fator da queda o impacto da desvalorização do real sobre o endividamento da companhia em moeda estrangeira, cerca de 57% do passivo total.

A receita líquida da operadora ficou em R$ 1,3 bilhão no segundo trimestre, um crescimento de 29% na relação com o ano anterior. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 375 milhões, um crescimento de 30% sobre igual período do ano passado e a margem Ebitda teve crescimento de 3 pontos percentuais e ficou em 29%.

Anterior Presidente da Net reforça criticas à abertura do mercado de TV a cabo
Próximos Telefônica adicionou 363 mil clientes Speedy este ano