Net acusa: a Telefônica quer ser dona de todas as tecnologias.


 O presidente da Net Serviços, Francisco Valim, continua confiante que as agências reguladoras não irão permitir o ingresso das operadoras de telecomunicações no mercado de TV por assinatura. Para ele, as regras de defesa da concorrência irão prevalecer, caso contrário, entende, a competição estará eliminada do país. E exemplifica: “ Se a Telefônica tiver aprovadas …

 O presidente da Net Serviços, Francisco Valim, continua confiante que as agências reguladoras não irão permitir o ingresso das operadoras de telecomunicações no mercado de TV por assinatura. Para ele, as regras de defesa da concorrência irão prevalecer, caso contrário, entende, a competição estará eliminada do país.

E exemplifica: “ Se a Telefônica tiver aprovadas a compra da TVA e a licença de DTH, ela irá controlar todas as tecnologias, não sobrará nenhuma rede para a concorrência”. Isso porque, afirma, com essas aquisições, a concessionária paulista irá unir à sua rede de fio a rede de TV a cabo; a freqüência de WiMax , disponível nas empresas da TVA; e ainda terá  em mãos o satélite, com a licença de DTH. “A Telefônica assumirá integralmente todo o espectro da captação de clientes”, afirma.

O presidente da Net Serviços aproveitou  a conference call com os jornalistas para dar outra estocada na concessionária paulista, ao assinalar que a Net poderia seguir o exemplo da Telefônica e  fazer igual acordo operacional com a Vivax, empresa que foi adquirida pelo grupo, mas ela só concretizará a operação após a autorização da Anatel, porque respeita a legislação. “Nós queremos viver em um país onde as regras são respeitadas”, disparou.
 
Quanto à aquisição da operadora de cabo Way Brasil pela Telemar, que também depende de aprovação da Anatel, Valim lembrou que essa compra irá eliminar um concorrente na oferta de serviços banda larga, e, por isso,espera que não seja aprovada pelos reguladores. “Hoje, três empresas oferecem da banda larga em Belo Horizonte: nós, a Telemar e a Way Brasil. Se a Telemar concretizar o negócio, ela elimina um competidor e passará a deter 90% do mercado de banda larga da cidade”, completa Valim.

Publicidade

Ao insistir  que a Net Serviços cumpre integralmente a legislação vigente, Valim negou que a empresa tenha se recusado a prestar informações sobre o seu acordo com a Embratel, conforme noticiou hoje o Tele.Síntese Análise.  Segundo ele, somente a Telemar pediu para ver este contrato e, ao contrário do que diz a empresa, a Net não apenas respondeu o pedido, como também enviou a documentação para a Anatel. Ele nega que qualquer outra empresa tenha formalizado o pleito para ter acesso ao contrato. 

Anterior Granzier acumula diretoria de RI da Vivax
Próximos Problemas com a negociação das ações da Telemig e Amazônia Celular na bolsa de NY