Net acata decisão da Anatel sobre ponto extra, e aguarda julgamento na Justiça.


A Net divulgou hoje à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) comunicado ao mercado informando que acatará a decisão da Anatel, proferida na última sexta-feira, solicitando que as operadoras de TV paga interrompessem por 60 dias da cobrança da infra-estrutura do ponto adicional. A agência pediu a suspensão após não conseguir chegar a uma interpretação consensual …

A Net divulgou hoje à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) comunicado ao mercado informando que acatará a decisão da Anatel, proferida na última sexta-feira, solicitando que as operadoras de TV paga interrompessem por 60 dias da cobrança da infra-estrutura do ponto adicional. A agência pediu a suspensão após não conseguir chegar a uma interpretação consensual sobre o assunto. No comunicado, a Net destacou que “sempre cumpriu com a regulamentação prevista para o setor, e acatará a decisão do órgão regulador, assim que devidamente publicada no Diário Oficial da União”, publicação esta feita na edição de hoje do Diário Oficial.

A Net ressaltou ainda que “não existe uma decisão final sobre esta questão”, e que continuará a buscar alternativas que respeitem seus clientes e que não impactem em sua receita. Acrescentou também que a ABTA (Associação Brasileira de TV por Assinatura) conta com o apoio das operadoras do setor neste assunto, e ajuizou uma ação cautelar, “que tem como finalidade suspender os efeitos da proibição da cobrança do ponto adicional até que o regulamento seja esclarecido em sua íntegra”. (Da Redação)

Anterior Terremoto causa US$ 960 milhões de prejuízo à indústria de telecom chinesa
Próximos PT dá o recado: sem cotas, PL 29 será enterrado.