Neovia anuncia WiMAX nomádico e já pensa no móvel


Enquanto as grandes operadoras de telecom e rivais filiadas à Telcomp esperam ansiosamente a licitação para a faixa 3,5GHz, uma empresa brasileira navega em águas tranquilas no mercado de WiMAX no país: a Neovia. Por pouco tempo, a bem da verdade (o leilão deve sair ainda este ano), mas o suficiente para que ela anuncie …

Enquanto as grandes operadoras de telecom e rivais filiadas à Telcomp esperam ansiosamente a licitação para a faixa 3,5GHz, uma empresa brasileira navega em águas tranquilas no mercado de WiMAX no país: a Neovia. Por pouco tempo, a bem da verdade (o leilão deve sair ainda este ano), mas o suficiente para que ela anuncie o lançamento da versão nomádica do serviço de banda larga (de nômade, que permite o deslocamento dos equipamentos de conexão). “Estamos testando CPEs nomádicas e devemos lançar o serviço ainda no segundo semestre de 2006. No mais tardar, no início de 2007”, comenta Carlos Barroso, diretor de tecnologia da empresa.

A Neovia, criada em 2001 com foco no segmento de condomínios, incorporou a Directnet no final de 2005, e, com ela, a cobiçada licença de 3,5GHz – a faixa foi escolhida globalmente para receber os maiores investimentos em equipamentos WiMAX. Atualmente, a empresa conta com 35.000 clientes residenciais e 5.000 corporativos. “Temos rede em 50 municípios de São Paulo e pretendemos entrar em outros estados ao longo de 2006 e 2007”, anuncia Barroso.

Entre os investidores da Neovia estão a Intel Capital, os fundos de investimento DGE e Stratus, além da Venice (holding que administra investimentos). A empresa também já tem planos para o WiMAX móvel. “Devemos ter o serviço em 2008, estamos pensando em um modelo de negócios”, diz Barroso. O executivo acredita que a tecnologia não vai minimizar a força dos telefones celulares no país. “O mais provável é que ambos convivam. Com aparelhos dual mode”, espera.

O serviço de WiMAX nomádico terá, como principal equipamento, uma CPE , equipamento um pouco menor que uma caixa de sapatos que poderá ser levado, por exemplo, para uma casa de praia ou de campo. O alcance da antena nomádica atinge, por enquanto, até oito quilômetros. Mas o serviço tem melhor qualidade em um raio de até dois quilômetros.  A rede da Neovia é dividida em três estruturas básicas: backbone, composto por cinco anéis interconectados (cada um com capacidade de até 310 Mpbs para tráfego de dados IP); rede de acesso (enlaces baseados em WiMAX) e rede lógica (roteadores que trabalham com tecnologia MPLS). Barroso falou este mês, em São Paulo, em um seminário sobre tecnologias wireless.    

Anterior TIM faz promoção agressiva de SMS
Próximos Anatel aprova novo uso para faixas de freqüência do SMP