NEC e Furukawa unem forças no segmento de infraestrutura de TI para data centers


As empresas NEC e Furukawa firmaram acordo para realizarem ofertas conjuntas no segmento de infraestrutura de TI para data centers no Brasil. As empresas esperam dessa forma abocanhar uma fatia relevante deste crescente mercado, que cresce dois dígitos ano a ano.

“A entrada da NEC, em conjunto com a Furukawa, no segmento de cabeamento e infraestrutura aumenta o potencial das duas companhias, inclusive em outras camadas, tais como servidores, networking, interconexão de data centers, computação de alta performance (HPC), entre outras dentro dessa vertical”, explica Angelo Guerra, vice-presidente da NEC no Brasil.

PUBLICIDADE

O anúncio acontece após as duas empresas já terem assinado o primeiro contrato de infraestrutura de data center junto a uma grande operadora, com o nome ainda sob confidencialidade. De acordo com Foad Shaikhzadeh, presidente da Furukawa Electric LatAm, a expectativa é multiplicar por quatro esses contratos em 2020 e aumentar outros negócios que usualmente são contratados juntamente com a infraestrutura.

“No segmento de enterprise as duas empresas têm desenvolvido em conjunto uma série de projetos potenciais que deve trazer contratos diversos em diferentes setores, como Indústria Automobilística, Farmacêutica, Hotelaria, Saúde, Seguros, entre outras”, explica Shaikhzadeh.

A partir desse acordo, as empresas parceiras incrementam seus portfólios. De um lado, a NEC, com atuação em produtos, soluções e agora também infraestrutura, passa a ter no menu soluções fim a fim para transformação digital.

A Furukawa, por sua vez, une suas forças a um integrador de alcance global, que permitirá que seu portfólio possa ser ofertado de maneira integrada, aumentando suas possibilidades de geração de negócios. “Nossa meta é promover uma abordagem agressiva para o próximo período e, com isso, atingir um crescimento da ordem de dois dígitos para o próximo ano fiscal, que abrange desde abril de 2020 a março de 2021”, afirma Guerra. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Aumenta disputa entre Inglaterra e EUA por taxa às bigtechs
Próximos Sky entrará no segmento de segurança digital residencial