Não há prazo para o fim das sanções às operadoras de celular, afirma presidente da Anatel.


O presidente da Anatel, João Rezende, afirmou hoje, em coletiva à imprensa, que não há prazo para a agência terminar com as restrições de venda de chips das operadoras de celular. Segundo ele, foram pedidas novas informações às operadoras, que precisam agora dimensionar o tráfego de dados da rede de 4G, que ainda será implantada. “Pedimos mais informações a todas as operadoras, inclusive à Telefõnica/Vivo; CTBC e Sercomtel, que não tiveram suas vendas paralisadas”, afirmou Rezende.

 

O presidente afirmou que nem a agência ou ninguém tem interesse em fazer com que a proibição de venda de chips à TIM, Oi e Claro perdure por muito tempo, mas assinalou que as empresas precisam complementar as informações solicitadas pela Anatel, que depois serão tornadas públicas para toda a sociedade. “Queremos que as empresas apresentem projeção de demanda e aumento de tráfego com a introdução da tecnologia de quarta geração”, assinalou o executivo.

 

Anterior Rodrigo Kede é o novo Presidente da IBM Brasil
Próximos Oi instala quatro novos pontos Wi-Fi no Rio de Janeiro