“Não estamos abrindo mão de fazer intervenção na Oi no futuro”, afirma presidente da Anatel


(foto: Felipe Canova Gonçalves)
(foto: Felipe Canova Gonçalves)

O presidente da Anatel, João Rezende, afirmou hoje, durante a ABTA 2016, que a agência tem mapeada toda a infraestrutura crítica da Oi e continua monitorando, com um grupo de trabalho especialmente voltado para isso, o dia a dia da empresa, tanto a telefonia fixa como a telefonia móvel. “Sabemos que pode haver risco sistêmico e temos mapeado a infraestrutura crítica tanto da rede fixa como da móvel.”

Rezende afirmou que a agência não está abrindo mão de fazer uma intervenção no futuro. Ressaltou, porém, que uma das justificativas para para a intervenção da Anatel seria se a Oi estivesse em dívida com os demais operadores de telecomunicações, na sua relação de pagamento pelo uso das redes. Mas nesse caso, explicou, não há qualquer pendência.

“A empresa tem uma receita bruta de R$ 44 bilhões. A Anatel pretende acompanhar pari passo cada movimento da empresa. Quando o juiz autorizar o pedido de recuperação judicial, a Anatel dará entrada com o pedido para também acompanhar o processo”, afirmou.

Anterior Morgan Stanley já detém 7,6% das ações ordinárias da Oi
Próximos Oi lança TV pré-paga