Nacionalização da Entel: Telecom Italia recorre à arbitragem internacional.


 A nacionalização da Entel, promovida pelo governo de Evo Morales, no início de maio, já parou nos tribunais internacionais. Segundo o diretor de operações internacionais da Telecom Italia, Oscar Cicchetti, a empresa, que detinha 50% da operadora de telefonia fixa e móvel boliviana, recorreu à arbitragem internacional para ter assegurado o ressarcimento que considera correto. …

 A nacionalização da Entel, promovida pelo governo de Evo Morales, no início de maio, já parou nos tribunais internacionais. Segundo o diretor de operações internacionais da Telecom Italia, Oscar Cicchetti, a empresa, que detinha 50% da operadora de telefonia fixa e móvel boliviana, recorreu à arbitragem internacional para ter assegurado o ressarcimento que considera correto. Conforme o executivo italiano, a empresa já obteve a primeira vitória, quando conseguiu bloquear US$ 90 milhões de fundos internacionais pertencentes à operadora boliviana.

Argentina

Segundo o executivo, a empresa, nesta ação, não pretende questionar a nacionalização promovida pelo governo boliviano, mas ter ressarcido os investimentos realizados.

Cicchetti afirmou que Brasil e Argentina são os mercados prioritários para a Telecom Italia na América Latina. Tanto que, salientou, no Brasil,  já investiou mais de R$ 20 bilhões e, na Argentina, pretende assumir o controle da Telecom Argentina. Hoje a Telecom Italia possui 49,5% holding Sofora Telecomunicações, que, por sua vez, possui 67,78% das ações ordinárias da empresa argentina.  

Anterior Para Vedana, universalizasão é internet em casa e não na escola
Próximos Anatel tem o aval de Lula para as mudanças