MVNO dos Correios terá lançamento gradual


Os Correios lançarão no próximo mês sua operação na área de telefonia móvel. O lançamento será gradual: a primeira fase do projeto prevê um piloto em São Paulo, com implantações subsequentes em Belo Horizonte e Brasília. A meta é alcançar todos os estados até o fim do ano.

A estatal diz que o Correios Celular vai complementar o conjunto de serviços oferecidos a seus clientes. A MVNO funcionará como credenciada sobre a rede da EUTV, prestadora de Serviço Móvel Pessoal (SMP) autorizada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que adquiriu frequências no último leilão realizado pela agência.

A intenção é se beneficiar do grande número de agências para oferecer um atendimento aos clientes diferente do visto em outras operadoras. “Há um número enorme de brasileiros que ainda não utiliza telefonia móvel e um número ainda maior de usuários que querem algo mais de suas operadoras. Queremos ser uma boa opção para esses públicos, nos valendo de nossa vasta capilaridade e da confiança que o brasileiro tem nos Correios”, destaca o presidente da estatal, Guilherme Campos.

Inicialmente, serão vendidos chips e recargas de um plano pré-pago. A partir do segundo ano de operação (2018), serão iniciados estudos para definir a viabilidade da oferta de planos pós-pagos.

Como credenciado, os Correios não precisam fazer nenhum investimento para atuar como operador de telefonia – já que toda a infraestrutura de telecomunicações, por exemplo, será responsabilidade da EUTV. No país, a Mais AD também opera como credenciada da Vivo. Será utilizada a rede de agências e a rede corporativa de dados já instaladas nos Correios, bem como os empregados já contratados. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Kaspersky Lab nomeia novo diretor geral no Brasil
Próximos A disputa (política) em torno do valor dos bens reversíveis: R$ 20 bi ou R$ 100 bi?