Mundo terá 6 bilhões de smartphones em 2020, aponta GSMA


A GSMA, associação mundial das operadoras de telefonia móvel, divulgou hoje um estudo no qual estima que, em seis anos, haverá 6 bilhões de smartphones no mundo, de um universo de 9 bilhões de terminais móveis em funcionamento. Proporção equivalente à atual. Hoje, a base instalada de telefones inteligentes é de pouco mais de 2 bilhões, e o total, incluindo feature phones, esta pouco acima dos 3 bilhões. Significa que a quantidade de smartphones vai triplicar até 2020. O estudo não leva em consideração conexões M2M.

A expectativa da entidade, baseada nas projeções do estudo, é de que apenas nos próximos 18 meses, 1 bilhão de smartphones sejam conectados no mundo. A GSMA lembra também que, depois de se tornar os principais consumidores de smartphones no mundo em 2011, os países em desenvolvimento agora são responsáveis por 66% do mercado global. Em 2020, representarão 80% das vendas de telefones inteligentes. A Ásia manterá a liderança por conta dos consumidores chineses e indianos.

A pesquisa também elencou os países com maior base instalada de smartphones no mundo. Segundo dos dados, a China, primeira colocada, tem 692,2 milhões desses celulares; os Estados Unidos possuem 196,8 milhões; e em terceiro está o Brasil, com 141,8 milhões; à frente de Índia, Indonésia, Rússia, Japão, Alemanha, Reino Unido e França.

Os mercados maduros devem continuar a crescer, mas num ritmo menor, tendência percebida desde o ano passado. Entre 2010 e 2013, o crescimento da base na América do Norte e na Europa ficou entre 35% e 39%, enquanto na Ásia e na América Latina, o índice superou os 80%.

Anterior Coesão externa e muita disputa interna
Próximos Anatel cria grupo de trabalho para aperfeiçoar pesquisas de opinião