Mudar de operadora, sem trocar de chip?


Ao anunciar seus novos produtos no dia 16 de setembro deste ano, a Apple não deu muito destaque para um novo chip instalado em seu tablete- o iPad Air 2, que pode provocar um novo movimento disruptivo para o setor da telefonia móvel, avaliam os analistas.

O SIM Card embutido no aparelho permite que o usuário troque de operadora, sem trocar de chip. Neste primeiro lançamento, o produto acessa a rede de três operadoras norte-americanas e uma inglesa (AT&T, Sprint e T-Mobile, e a inglesa EE) mas nada impede que, no futuro, outros fabricantes ampliem esta funcionalidade para qualquer outra operadora.

Esta tecnologia transfere para o usuário um grande poder de barganha com as prestadoras de serviços, que poderá escolher os melhores pacotes de dados no momento em que eles são lançados. E o roaming internacional também vai para o espaço, visto que, neste primeiro caso da Apple,  o usuário que viajar para a Inglaterra poderá mudar automaticamente de plano e se engajar no plano local da operadora EE.

Esta facilidade já está sendo pensada por outros fabricantes, mas para os chips a serem usados nas conexões M2M. Mas nada impede que este movimento se amplie para os usuários finais e para todas as operadoras.

Anterior Cliente da TIM pode ter ingresso de jogo de futebol no smartphone
Próximos Anatel inicia conversas com TCU para nova licitação de satélites