Mobilidade impulsiona consumo de smartphones e tablets, aponta pesquisa


Estudo desenvolvido pela Accenture, empresa de consultoria, tecnologia e outsourcing mostra uma tendência no crescimento do consumo de produtos que permitem acesso móvel a informação. Esse ano, mais da metade (53%) dos entrevistados disseram ter um smartphone, em comparação com 28% no ano anterior. A tendência se manterá em 2012, 27% dos entrevistados pretendem comprar esse dispositivo no próximo ano (30% dos brasileiros desejam ter um).

Quando o assunto são os tablets, os usuários que possuem o produto no mundo saltaram de 8% para 12% da amostra. O maior nível de compra foi ente os usuários de 18 a 34 anos, no Brasil, China e Índia. A pesquisa ainda apontou que as principais razões para os consumidores optarem por esse produto são a portabilidade (maior que os laptops), ser a última inovação nos dispositivos eletrônicos e mais funcional que um telefone móvel. O brasileiro é o campeão no uso dos tablets profissional e pessoalmente (com 61%), a média mundial é de 5%. A maioria dos usuários no mundo utiliza o produto apenas para uso particular. A pesquisa de uso de dispositivos eletrônicos da Accenture entrevistou mais de 10 mil consumidores em 10 países, entre eles o Brasil.

As principais conclusões do estudo são:

· O sonho de consumo dos brasileiros para 2012 são as TV´s de alta definição (37%), smartphones (30%), tablets (30%) e TV´s 3D (24%).

· Os brasileiros ainda são os que mais pretendem adquirir as TV´s de alta definição, tablets e TV´s 3D, em comparação com os outros países. A média mundial respectivamente foi de 20%, 16% e 13%.

· Os brasileiros são os que mais possuem celulares (71%), DVD players (70%) e netbooks (35%).

· Os dispositivos eletrônicos que os usuários mais possuem estão perdendo espaço. Nos últimos 12 meses caíram as compras de computadores e celulares. Para se ter uma ideia o número de pessoas que possuem celular diminuiu em 20% no mundo.

· 56% dos consumidores no mundo mudaram o seu comportamento de compra, com a adoção do uso de serviços na nuvem (cloud computing). Além disso, 64% dos entrevistados fazem download de aplicativos, usualmente de fabricantes de equipamentos ou provedores de software.

· Um número maior de consumidores nos países emergentes contatou empresas em busca de suporte técnico pelo menos uma vez nos últimos 12 meses, são eles: India (74%), Brasil (64%) e China (58%). A média mundial foi de 47%.

Os países participantes além do Brasil foram: China, França, Alemanha, Índia, Japão, Rússia, África do Sul, Suécia e Estados Unidos.

(Assessoria de imprensa)



Anterior Número de acessos de banda larga móvel dobrou no Brasil em 2011
Próximos Agilent Technologies inaugura centro de excelência no Brasil