Minoritários da PT SGPS vão tentar barrar venda da PT Portugal à Altice


Os acionistas minoritários da Portugal Telecom SGPS prometem dar trabalho à Oi com relação à venda da PT Portugal à Altice. Em carta divulgada pelo Jornal de Notícias, português, eles pedem que o conselho diretor da holding vote contra a operação aprovada pela Oi. Caso dois terços da assembleia decida pela venda, os pequenos ameaçam ir à Justiça para impedir.

Eles não gostaram de que a venda renda mais à Oi que à PT SGPS. Afirmam que “a administração da PT SGPS tem a obrigação de votar contra a venda da PT Portugal, assim como usar o seu poder de veto para imprimir que tal venda se concretize através da Oi”. Argumentam que o negócio vai contra o direito à informação e que tal possibilidade não constava no prospecto quando aprovada a fusão entre Oi e PT.

Também ressaltam o que já disseram quando firmado o memorando de entendimento entre Oi e PT SGPS, em função do calote da dívida da Rio Forte, empresa do Grupo Espírito Santo que entrou em processo de falência. Afirma que a Oi assumiu o risco deliberadamente, e que não cabe à PT SGPS assumir a dívida e ainda reduzir participação na CorpCo.

Segundo eles, como destaca o Jornal de Negócios, a Oi “agiu de forma ilegal e consciente que estaria a defraudar o mercado, os seus acionistas e os acionistas da PT SGPS, com a dita combinação de negócios”. A PT SGPS ainda não definiu uma data para a assembleia geral em que será votado o tema. Deve pesar, também, a oferta de aquisição feita pela bilionária angolana Isabel dos Santos, que condiciona a compra da PT SGPS à manutenção da operação da PT Portugal nos ativos. (Com agências internacionais)

 

Anterior Mercado de routers deve voltar a crescer em 2015
Próximos Ações de Oi e PT SGPS oscilam com possível venda de PT Portugal à Altice