Ministro das Comunicações reitera cronograma de lançamento de satélite brasileiro


O Ministro das Comunicações, André Figueiredo, afirmou hoje, 07, que o cronograma para lançamento do satélite geoestacionário de defesa e comunicações estratégicas (SGDC) será seguido. “Vamos seguir os cronogramas de instalação e investimentos para lançar, até 2017, esse equipamento”, disse, durante visita ao 6º Comando Aéreo Regional (COMAR), em Brasília (DF). Ali ficarão o campo de antenas e a estrutura provisória do centro de comando e controle do satélite.

Construído pela Thales Alenia Space (TAS), empresa franco-italiana, e supervisionado pela Visiona, parceria entre a Embraer e Telebras, o equipamento, orçado em R$ 1,7 bilhão e previsto para ser lançado entre setembro de 2016 e fevereiro de 2017, atenderá as demandas do Plano Nacional de Banda Larga e de comunicação do Ministério da Defesa.

O SGDC terá capacidade de transmitir 54 gigabits por segundo. Além de servir como canal para as comunicações sensíveis do governo, a banda Ka do satélite – que corresponde a 75% da sua capacidade – será usada também para ampliar a oferta de internet. Todo o território brasileiro estará coberto pelo sinal do equipamento. Segundo a Telebras, será possível levar internet de alta performance a municípios brasileiros onde existe limitação física de acesso, incluindo a região da Amazônia Legal e o arquipélago de Fernando de Noronha. O satélite permitirá ainda a extensão da oferta de internet a mais de mil cidades onde a rede terrestre da estatal – rádio e fibra óptica – não é suficiente para atender toda a população.

Anterior Proposta de fusão entre Oi e TIM pode ser apresentada ainda em janeiro, diz agência
Próximos Renault-Nissan terá 10 modelos de carros autônomos até 2020

1 Comment

  1. Daniell Mesquita
    7 de Janeiro de 2016

    Pelo menos uma boa notícia. Isso irá ajudar na inclusão digital e a vindoura Internet das Coisas.
    Vai, Brasil!