Ministério do Trabalho aprova plano de qualificação de trabalhadores em telecom


O Ministério do Trabalho, em parceria com o setor de telecomunicações, qualificará 22 mil pessoas para trabalhar na instalação, manutenção e reparo de redes de serviços de telefonia fixa e móvel, banda larga e TV por assinatura. A Comissão de Concertação aprovou e formalizou ao ministério, nesta sexta-feira (7), o projeto de financiamento dos cursos de capacitação, que ocorrerá no âmbito do Plano Setorial de Qualificação Profissional (Planseq).

A proposta foi apresentada pela Federação Brasileira de Telecomunicações (Febratel) e aprovada por uma comissão tripartite -formada por representantes do governo, trabalhadores e empresas. Os cursos beneficiarão trabalhadores do Distrito Federal e de nove Estados: Amazonas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo.

O projeto tem orçamento de R$ 40 milhões e prevê 5.200 horas de qualificação. O Planseq utiliza recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e faz parte do Plano Nacional de Qualificação, de responsabilidade do Ministério do Trabalho.(Da redação, com assessoria de imprensa)

Anterior Netflix completa 1 mês com 1 milhão de horas de streaming consumidas
Próximos Reino Unido adia leilão 4G mais uma vez por disputa entre operadoras