Ministério da Saúde lança canal sobre coronavírus no WhatsApp


Para manter a população e profissionais de saúde informados a respeito do coronavírus, o Ministério da Saúde lança, nesta quinta-feira, 26, mais uma ferramenta de comunicação referente ao tema. Agora, as pessoas têm um canal exclusivo e gratuito no WhatsApp, aplicativo de mensagens que pertence ao Facebook, para sanar as dúvidas mais comuns. A ferramenta conta com orientações sobre a doença, sobre o tratamento e até protocolo de atendimento para profissionais dos postos de saúde.

Um bot (robô de atendimento automático) receberá perguntas e fornecerá orientações à população sobre o coronavírus. As dúvidas respondidas pelo bot incluem recomendações sobre como agir frente a casos suspeitos, formas de contaminação, prevenção, ações do Ministério e desmistificação de boatos sobre o vírus. A ação faz parte da prioridade do Ministério da Saúde em manter a transparência e a proximidade com a população, repassando orientações de prevenção e cuidados.

PUBLICIDADE

O bot pode ser acessado no WhatsApp Web pelo link https://bit.ly/sauderesponde. Pelo celular, pode ser utilizado o link ou salvar o número +55 (61) 9938-0031 à agenda do telefone e iniciar uma conversa com um “Oi”.

A linha brasileira de apoio à informação sobre o coronavírus é baseada na API do WhatsApp Business, usando o Robbu/Positus, um dos principais provedores de serviços de negócios do WhatsApp no país.

Vários órgãos da saúde em todo o mundo já estão operando linhas para informação sobre saúde e o coronavírus no WhatsApp, incluindo o governo de Cingapura, o Ministério da Saúde de Israel, o Departamento de Saúde da África do Sul, o Ministério da Saúde da Argentina e o Ministério de Comunicação e Tecnologia da Informação na Indonésia. Espera-se que mais serviços sejam lançados nos próximos dias e semanas. Na semana passada, a Organização Mundial da Saúde (OMS) também apresentou seu alerta de saúde sobre o coronavírus no WhatsApp.

Parcerias com o Facebook

O Facebook está apoiando o trabalho do Ministério da Saúde para conter a disseminação do Covid-19 e manter as pessoas seguras no Brasil com várias ferramentas. A empresa está disponibilizando créditos para que a pasta promova suas campanhas publicitárias sobre o coronavírus nos aplicativos de Facebook e Instagram. As duas plataformas também estão mostrando notificações no topo dos feeds das pessoas no Brasil com um link para o site do Ministério da Saúde dedicado ao tema.

Ainda neste mês, no WhatsApp foi lançado um pacote com 11 figurinhas, que trazem recomendações, alertas e incentivam os brasileiros a tomar providências contra o coronavírus como “Lave bem as mãos”, “Desinfete os objetos usados”, “Evite tocar nariz, boca e olhos”, “Fique informado”, entre outros. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Agromove renova plataforma que prevê queda de preço agrícola
Próximos Manutenção da banda larga para inadimplentes pode quebrar ISPs, alega Abrint