Minicom vai destinar R$ 150 milhões para inclusão digital


O secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações, Roberto Pinto Martins, anunciou hoje, 24, durante o 2º Painel da Rede, que o orçamento da União recentemente aprovado destinou R$ 150 milhões para programas de inclusão digital da pasta. Segundo Martins, deste total, cerca de R$ 70 milhões estão reservados ao Gesac, cujas novas licitações para …

O secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações, Roberto Pinto Martins, anunciou hoje, 24, durante o 2º Painel da Rede, que o orçamento da União recentemente aprovado destinou R$ 150 milhões para programas de inclusão digital da pasta. Segundo Martins, deste total, cerca de R$ 70 milhões estão reservados ao Gesac, cujas novas licitações para contratação de acessos de banda larga locais deverão ser lançadas até meados deste ano.

 Martins explicou que, dos atuais 3.200 pontos  Gesac conectados via satélite (que custam ao governo R$ 1 mil/mês), pelo menos 20% podem ser atendidos por soluções mais baratas, e por isso, serão substituídos por novas contratações. “Nós iremos substituir essas conexões por soluções mais baratas e transferir as conexões via satélite para regiões onde não existam outras alternativas”, reforçou ele. Segundo Martins, o ministério pretende, até o final do ano, tornar disponível pelo menos um acesso à internet banda larga em todos os municípios brasileiros.

 Está nos planos do ministério também ampliar o número de terminais de acesso disponíveis nos telecentros que integram a rede Gesac. Segundo ele, atualmente 40% dos atuais telecentros têm até cinco máquinas. “Todos os telecentros da rede do ministério terão entre cinco a 10 equipamentos até o final do ano”, afirmou.
Fust

 Martins informou ainda que, no máximo em duas semanas, será publicada em definitivo a portaria que irá estabelecer a política para o uso dos recursos do Fust (Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações) – pouco mais de R$ 7 milhões alocados este ano – , voltada para os deficientes visuais e auditivos.  E até julho o Minicom envia ao Tribunal de Contas da União a sua proposta para o uso integral dos recursos deste fundo, que já somam R$ 4 bilhões.  O 2º Painel A Rede Telecentros: As Alternativas para a Conexão à Internet, da Momento Editorial, está sendo realizado hoje em São Paulo.

Anterior Juiz de Nova York veta acordo "guarda-chuva"
Próximos Linksys tem produtos 802.11n