Minicom perde poder na banda larga


A Telebrás vai continuar subordinada ao Ministério das Comunicações, mas o Minicom não irá mais traçar políticas para a banda larga, que passará a ser coordenada pelo Comitê Gestor do Programa de Inclusão Digital (CGPID), presidido pela Casa Civil da Presidência da República. Integram ainda este comitê, o Gabinete Pessoal do Presidente da República; a …

A Telebrás vai continuar subordinada ao Ministério das Comunicações, mas o Minicom não irá mais traçar políticas para a banda larga, que passará a ser coordenada pelo Comitê Gestor do Programa de Inclusão Digital (CGPID), presidido pela Casa Civil da Presidência da República. Integram ainda este comitê, o Gabinete Pessoal do Presidente da República; a Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República; o Ministério das Comunicações; o Ministério da Ciência e Tecnologia; o Ministério da Educação; o Ministério da Cultura; o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão; o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; o Ministério da Saúde e o Ministério da Fazenda.

O documento não faz qualquer menção ao Fórum de Inclusão Digital, que irá congregar os representantes da sociedade civil.

Acesse o link do decreto aqui:

Anterior Decreto de Lula obriga compartilhamento da infraestrutura
Próximos Para Santanna, decreto do PNBL amplia papel do comitê gestor.