Minicom e Telecom Itália discutem plano de telefonia em situação de calamidade


Representantes do Ministério das Comunicações e da Telecom Itália debateram hoje a gestão de telecomunicações em casos de desastres naturais. O objetivo do governo é desenvolver um plano de contingência na área de telecomunicações para enfrentar crises decorrentes de calamidades. O ministro Hélio Costa e o presidente da TIM Brasil, Luca Luciani – representante da …

Representantes do Ministério das Comunicações e da Telecom Itália debateram hoje a gestão de telecomunicações em casos de desastres naturais. O objetivo do governo é desenvolver um plano de contingência na área de telecomunicações para enfrentar crises decorrentes de calamidades.

O ministro Hélio Costa e o presidente da TIM Brasil, Luca Luciani – representante da Telecom Itália – discutiram formas de o governo se preparar, com a ajuda de empresas, para garantir acesso aos serviços em situações de emergência. “Existe a necessidade de definir uma estratégia para o setor de telecomunicações no caso de desastres, como terremotos, enchentes e outros fenômenos da natureza”, comentou Costa.

O secretário de Telecomunicações, Roberto Pinto Martins, disse que o Ministério das Comunicações vai aprofundar a discussão da montagem de um plano numa reunião com o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima. “As telecomunicações têm um papel muito importante em emergências desse tipo e vamos discutir como podemos envolver mais as empresas desse setor em situações de contingência”, disse o secretário.

A cooperação entre Brasil e Itália busca garantir conectividade e gestão do sistema de telefonia em momentos de pane. De acordo com o termo técnico, o governo brasileiro e a Telecom Itália vão promover pesquisas e verificar as práticas internacionais na área de gestão, analisando os últimos fenômenos climáticos ocorridos no Brasil recentemente, como as enchentes em Santa Catarina e no Norte do país, a fim de estabelecer uma rede de conexão segura para situações de emergência. (Da redação, com assessoria de imprensa)

Anterior Costa confirma adiamento de uma semana da Confecom
Próximos Câmara obriga celulares a oferecerem serviço de roaming mesmo sem acordo