Minicom divulga entidades que concorrem a investimentos do Usinas Digitais


Oito propostas de Arranjos Produtivos Locais (APLs) foram habilitadas no programa Usinas Digitais e prosseguem para a fase seguinte da seleção, que vai premiar dois projetos de parques tecnológicos com R$ 4 milhões, cada. Na nova etapa, os representantes de cada entidade devem fazer uma apresentação oral das propostas, no dia 27, na sede do Ministério das Comunicações, em Brasília.

As propostas serão analisadas por um comitê indicado pelo Minicom. O objetivo do Usinas Digitais é incentivar o desenvolvimento nacional do mercado de conteúdos digitais criativos. As entidades vencedoras devem direcionar os investimentos para centros de produção nos setores de audiovisual, visualização, música e som, aplicativos e jogos eletrônicos.

Entre 2012 e 2014, o ministério firmou parcerias para fortalecer centros de produção e pós-produção de conteúdos digitais criativos em Pernambuco, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e São Paulo.

As oito habilitadas que farão a apresentação oral em Brasília, na próxima semana, são: Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (PB), Fundação de Ciência e Tecnologia Guamá (PA), Fundação Parque Tecnológico Itaipu-Brasil (PR), Parque Tecnológico de Belo Horizonte (MG), Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (BA), Fundação Instituto Nacional de Telecomunicações (MG), Fundação Universidade do Sul de Santa Catarina – Unisul (SC), e União Brasiliense de Educação e Cultura (DF).

Anterior Saúde: um mercado à espera de inovação
Próximos Pharol cresce na Oi depois de pulverização do capital