MiniCom aprova isenções para mais três projetos de redes


O Ministério das Comunicações aprovou mais três projetos de construção de infraestrutura de banda larga, com os benefícios previstos no Regime Especial de Tributação do Programa Nacional de Banda Larga para Implantação de Redes de Telecomunicações (REPNBL-Redes). Foram beneficiadas as empresas NET, Embratel e BT Brasil, com um total de R$ 21,1 milhões em investimentos.

A NET, empresa que teve a maioria dos projetos aprovados, desta vez constrói rede de acesso metálico no Ceará. A Embratel fará rede de acesso óptico no Distrito Federal. E a BT Brasil, rede de sistema de comunicação por satélite em São Paulo.

O REPNBL-Redes prevê isenção de PIS/Cofins e IPI de até 80% do valor total dos projetos, desde que atendam às exigências quanto à adoção de equipamentos e componentes produzidos no Brasil (por PPB) em um porcentual que chegará até 70%.(Da redação)

Anterior Telefónica prevê para 2016 atingir 30% de virtualização de sua rede
Próximos MWC: S5 da Samsung chega 11 de abril em 150 países