Microsoft cede ao governo 200 mil licenças de aplicativo para reuniões virtuais


A Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia assinou parceria com a Microsoft do Brasil para usar gratuitamente por seis meses até  200 mil licenças do aplicativo Micrfosoft Teams. As licenças serão destinadas a entre servidores do Executivo a fim de realizar reuniões a distância por áudio e videoconferência em função do surto de Covid-19.

O termo de doação foi publicado hoje, 19, do Diário Oficial da União, incluindo acordo de nível de serviço, conhecido pela sigla SLA, para garantir a disponibilidade dos produtos e suporte. A tecnologia cedida pela Microsoft permite realizar reuniões virtuais, sem limites para o número de participantes. O número de licenças atende a um terço dos funcionários do poder Executivo.

A Microsoft já havia oferecido acesso gratuito à ferramenta no varejo, mas enfrentou oscilações e quedas na Europa devido ao alto volume de conexões.

De acordo com o diretor de Operações Compartilhadas da Secretaria, Merched Cheheb, o suporte ao governo terá regras específicas. Isso vai assegurar a estabilidade do serviço.

Diferentes aplicativos

Além do aplicativo da Microsoft, a Secretaria elaborou um manual com tutoriais e dicas de uso em relação a soluções de Tecnologia da Informação (TI) semelhantes oferecidas por outros gigantes do ramo, a exemplo de Amazon Chime, Cisco Webex, Zoom e Google Hangouts.

“Os ambientes disponíveis similares Cisco, Google, entre outros, também ampliaram a oferta, porém até agora não oferecem suporte e garantia de SLA [acordo de nível de serviço]”, explicou Cheheb.

Todos os serviços de conferência virtual começam a ser utilizados pelas equipes de servidores. As medidas foram priorizadas pelo Comitê de Crise para Supervisão e Monitoramento dos Impactos da Covid-19, criada pelo governo federal.

Anterior Asiet prega o uso responsável das redes de telecomunicações
Próximos Embratel Conecta Home Office é opção para trabalhos remotos