México vai fazer nova lei de telecomunicações


 

O governo mexicano pretende enviar para o seu parlamento uma nova proposta de legislação para os segmentos de telecomunicações, mídia e energia, anunciou esta semana o secretário da Fazenda e Crédito Público do governo, Luis Videgaray Caso. Segundo o secretário, a intenção é ampliar a competição nesses setores.

 

Nas telecomunicações, frisou o secretário, o objetivo é ampliar a competição inclusive na telefonia celular para tornar os serviços mais acessíveis e mais baratos. Pretende-se, criar também tribunais especializados  em infraestrutura e ampliar o poder da autoridade antimonopólio.

 

No México, o grupo América Móvil, que controla no Brasil Claro, NET e Embratel, possui mais de 70% do mercado de telefonia fixa e móvel. Lá está presente também a Telefónica, que no Brasil controla a Vivo. A América Móvil pertence a Carlos Slim, o homem mais rico do mundo. ( Da redação, com Convergência Latina).



Anterior O2, da Telefónica, e HTC iniciam venda de celular sem carregador
Próximos Datora investe em pessoal para crescer no mercado de M2M