Meta da Ericsson é produzir 10 mil Erbs por ano


Com a inauguração da nova nova linha para produção de módulos eletrônicos para estações radiobase 2G e 3G em sua fábrica de São José dos Campos, a Ericsson do Brasil passa a ter como meta produzir 10 mil estações radiobase por ano – o volume inclui estações indoor, outdoor e móveis. Segundo José Wellington Mai …

Com a inauguração da nova nova linha para produção de módulos eletrônicos para estações radiobase 2G e 3G em sua fábrica de São José dos Campos, a Ericsson do Brasil passa a ter como meta produzir 10 mil estações radiobase por ano – o volume inclui estações indoor, outdoor e móveis.

Segundo José Wellington Mai de Castro, vice-presidente de Supply da Ericsson, o volume de produção é para atender o Brasil, América Latina e África, país para o qual a unidade brasileira da Ericsson já exporta, com financiamento do BNDES. No ano passado, segundo Castro, a empresa comemorou a produção de 35 mil Erbs.

O vice-presidente informou que a Ericsson tem 55% de mercado de radiobase (GSM e 3G) e 80% do core (núcleo da rede), e está entre os três principais fornecedores de equipamentos de transmissão no país. Castro destacou que os investimentos na linha de produção de estações radiobase na fábrica de São José dos Campos somam US$ 50 milhões, no período de 1998 até agora (o maior volume de investimentos foi em 98, na produção de TDMA).

Anterior Ericsson investe US$ 15 milhões e amplia produção no Brasil
Próximos A Telefônica lança pacote para PMEs