Remessas globais de smartphones cresceram entre 10% e 12,1% em 2015


O mercado mundial de smartphones cresceu. O quanto cresceu depende da consultoria que analisa os dados. Para a IDC, a expansão foi de 10,1% em relação a 2014, com remessas de 1,43 bilhão de aparelhos. Para a Strategy Analytics, foi de 12,1%, com venda de 1,44 bilhão.

Os números são muito próximos e coincidem ao mostrar quais empresas tiveram melhor ou pior desempenho. Nos levantamentos, divulgados por ambas empresas de análise de mercado nesta quinta-feira, 28, a Samsung é a líder absoluta do mercado de smartphones. A companhia sul coreana fabricou 319,7 milhões de aparelhos em 2015 pelos dados da Strategy Analytics, 324,8 milhões conforme a IDC, apresentando crescimento de vendas entre 0,8% e 2,1%. A segunda principal fabricante continua a ser a Apple, que vendeu 231,5 milhões em ambas as estatísticas, suficiente para crescer entre 16,1% e 20,2% conforme o relatório escolhido.

Mas a grande estrela entre as fabricantes em 2015 foi a Huawei. A chinesa ampliou as vendas em 44,3% (IDC) ou 45,1% (Strategy), vendendo de 106,6 milhões a 107,5 milhões de unidades, desbancando Lenovo/Motorola e LG no ranking das maiores fabricantes de aparelhos móveis. O avanço se deveu ao sucesso em mercados fora da China, com ofertas de aparelhos a preço mais baixo que os das concorrentes, inclusive nos modelos mais sofisticados.

Já a Motorola parece ter sido uma aposta que não deu certo para a Lenovo. As vendas das empresas em conjunto somaram 73,9 milhões de unidades, 20,3% menos que o registrado em 2014 – o que fez a Lenovo/Motorola cair da terceira posição para a quarta nos rankings de ambas as consultorias. A Xiaomi vendeu entre 16,2% e 22,8% (IDC) a mais, ficando em quinto lugar.

Outra que encolheu no ano foi a Sony, que perdeu 28,5% das vendas segundo a Strategy Analytics, remetendo 28,6 milhões de unidades. O suficiente para ficar em décimo no ranking. A IDC só divulga as estimativas de seus levantamentos até o quinto lugar do ranking, colocando Sony, LG, ZTE e OEMs na categoria “outros”, que, somados, ampliaram as vendas em 4,2% em 2015.

Último Trimestre
O último trimestre de 2015 foi o melhor da história das vendas de smartphones. Mas os analistas das consultoria indicam que talvez o mercado tenha atingido seu pico, e que o ritmo de crescimento tende a cair daqui para a frente. As remessas cresceram 6% na comparação com o quarto trimestre de 2014, segundo a Strategy Analytics. “Foi o menor índice de crescimento da história da indústria de smartphones”, ressaltou a analista Linda Sui.

No período, foram distribuídas 404,4 milhões de unidades, ou 399,5 milhões conforme os dados da IDC. A Huawei foi a que mais avançou, ampliando as vendas em 35,3% (Strategy Analytics), e a Sony, a que mais perdeu mercado, com queda nas remessas de 37%.

Anterior Governo recolhe R$ 7,66 bi das teles para FUST e FISTEL no ano passado
Próximos Grupo Telefónica intensifica plano para diminuir endividamento