Mercado mundial de semicondutores tem queda de US$ 12 bilhões em 2008


A receita mundial no mercado de semicondutores caiu US$ 12 bilhões em 2008, aponta um estudo preliminar realizado pela consultoria Gartner divulgado hoje. O volume registrado neste ano foi de US$ 261,9 bilhões, 4,4% menor do que em 2007. As condições negativas do mercado no último trimestre do ano refletiram no desempenho das companhias do …

A receita mundial no mercado de semicondutores caiu US$ 12 bilhões em 2008, aponta um estudo preliminar realizado pela consultoria Gartner divulgado hoje. O volume registrado neste ano foi de US$ 261,9 bilhões, 4,4% menor do que em 2007. As condições negativas do mercado no último trimestre do ano refletiram no desempenho das companhias do setor. Esta é a quinta vez em 25 anos que a indústria de semicondutores apresenta um declínio.

“Infelizmente, em 2009, a previsão para os fornecedores pode ser considerada ainda pior. Algumas empresas têm comparado o súbito declínio na demanda por semicondutores com o estouro da bolha das empresas ponto.com, ocorrido em 2001”,  comenta Andrew Norwood, vice-presidente de pesquisa do Gartner. A diferença, diz ele, é que desta vez a queda da economia não está limitada apenas ao setor de tecnologia.

Na avaliação de Norwood, devido ao aumento das incertezas, os players do segmento de semicondutores devem focar na reserva de caixa e em gestão de inventários. “Esta é, também, uma excelente oportunidade para a maioria das companhias com forte balanço financeiro para fazer aquisições estratégicas", afirma.

O relatório indicou ainda o desempenho das empresas do segmento. A Intel, na primeira colocação em 17 anos consecutivos, aumentou seu market share em 13,1% em 2008. A Qualcomm teve a maior taxa de crescimento na lista dos dez principais fornecedores, registrando um aumento de receita de 15%. A Hynix Semicondutores, por sua vez, sofreu o pior declínio entre os “top 10”, com queda de 29,7% na receita. (Da redação, com assessoria de imprensa)

Anterior Domínios conhecidos já respondem por 90% das ameaças de ataques na web
Próximos Planejamento de TV paga entra na pauta do Conselho da Anatel