Mercado de TI no Brasil cresce abaixo da média mundial em 2017


TeleSintese-Grafico-numeros-acoes-mercado-porco-poupanca-porquinho-investimento-cotacao-Fotolia_108236323_Subscription_Monthly_M

O mercado de TI (hardware, software e serviços) no Brasil cresceu 4,5% em 2017, de acordo com o estudo anual da ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software) realizado em conjunto com a consultoria IDC. O número é inferior à média mundial do período, de 5,5% de expansão.

O país registrou cerca de US$ 38 bilhões em investimentos. Mais que México (US$ 20,6 bi), Argentina (US$ 8,4 bi) ou Colômbia (US$ 7 bi). No ranking mundial, ficamos em nono na lista maiores mercados, atrás de Estados Unidos (US$ 751 bi), China (US$ 244 bi), Japão (US$ 139 bi), Reino Unido, Alemanha, França, Canadá e Índia. No mundo, foram US$ 2,07 trilhões em investimentos em TI no último ano.

Os investimentos em TIC (TI + Telecom), somaram mundialmente US$ 3,55 trilhões em 2017, sendo US$ 105 bilhões somente no Brasil – o que lhe garantiu o sexto lugar no ranking geral, recuperando uma posição em relação ao ano anterior.

2018

Para 2018, a previsão de mais um ano abaixo da média. Equanto a consultoria estima expansão de 4,3%, em média, do mercado de TI por país, no Brasil, será de 4,1%. Segundo a Abes, não há mais alternativa. Os investimentos em TI precisam crescer pois ficou inviável “adiar inovação e projetos de transformação digital”.

Somando-se o setor de telecomunicações, que sozinho crescerá 0,4% pelas estimativas da IDC, o crescimento em TIC será da ordem de 1,5%. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Indústria eletroeletrônica abre 4 mil vagas no 1º bimestre
Próximos Telecom Italia dá pontapé inicial à separação estrutural de ativos