Mercado de celulares encolheu 7% no 3º tri


O mercado de celulares no Brasil encolheu 7% no terceiro trimestre de 2018, em relação ao mesmo período de 2017. Os dados foram levantados pela consultoria IDC Brasil.

De julho a setembro, foram vendidos 11,49 milhões de aparelhos, sendo 10,8 milhões de smartphones e 617 mil feature phones. Foi o menor volume registrado em 2018: no primeiro trimestre foram vendidos 12,07 milhões de aparelhos e, no segundo trimestre, 12,05 milhões, quedas de 1,8% e 5,5%, respectivamente, em relação aos mesmos períodos de 2017.

As vendas mais baixas no terceiro trimestre são comuns, conforme Renato Meireles, analista de mercado da consultoria, pois há muitas promoções em outras épocas do ano, como liquidações de verão, e datas comemorativas, como o dia das mães.

“Em 2018, além dessa questão histórica, as vendas do terceiro trimestre foram impactadas pela instabilidade de dólar, proximidade das eleições e incertezas políticas”, diz o analista da IDC.

Brasileiro quis o quê?

Apesar do consumo travado, quem fez compras preferiu smartphones intermediários premium, que custam entre R$ 1.100 e R$ 1.999. Essa categoria cresceu 56% no terceiro trimestre de 2018. O ticket médio dos smartphones também aumentou e foi para R$ 1.340, 19,9% a mais que o terceiro trimestre de 2017.

“O consumidor está investindo em aparelhos de tela com borda infinita, mais memória e câmera mais potente, modelos que também têm sido impulsionados pela indústria, com vários lançamentos”, ressalta Meireles.

No caso dos feature phones, o ticket médio aumentou 29,5% e eles passaram a custar, em média, R$ 145. “As fabricantes, principalmente as brasileiras, continuam lançando celulares básicos e ganhando o mercado, enquanto menos “aventureiros” estão entrando para o segmento”, diz o analista da IDC.

No terceiro trimestre de 2018, a receita total do mercado de celulares foi de R$ 14,67 bilhões, sendo R$ 14,58 bilhões gerados pelas vendas de smartphones e R$ 89,2 milhões de feature phones.

4º trimestre

Para o quarto e último trimestre de 2018, a IDC Brasil prevê baixa de 10,5% nas vendas de smartphones, com 11,26 milhões de aparelhos, e 6,9% a menos nas vendas de feature phones, com 731,7 mil unidades. “Apesar da queda na comparação com o mesmo período de 2017, esperamos crescimento em relação ao terceiro trimestre de 2018, com alta de 3,6% para smartphones e 18,6% para feature phones, como consequência da Black Friday e do Natal”, finaliza o analista.

Anterior Telecom Italia convoca assembleia de acionistas para 29 de março
Próximos Publicadas mais três nomeações para o MCTIC

2 Comments

  1. patrícia
    16 de Janeiro de 2019

    E preciso ser bem monitora do mesmo

  2. patricia
    16 de Janeiro de 2019

    Tem que melhorar mais