Mercado da dados roubados na internet vale US$ 276 milhões


Pesquisa divulgada pela Symantec aponta que o mercado de venda de dados roubados por crackers vale cerca de US$ 276 milhões. A empresa, que concentra suas atividades em segurança na internet e redes, monitorou a “economia da fraude online” no período de julho de 2007 a junho de 2008, observando fóruns onde os cibercriminosos vendem …

Pesquisa divulgada pela Symantec aponta que o mercado de venda de dados roubados por crackers vale cerca de US$ 276 milhões. A empresa, que concentra suas atividades em segurança na internet e redes, monitorou a “economia da fraude online” no período de julho de 2007 a junho de 2008, observando fóruns onde os cibercriminosos vendem os dados roubados das vítimas de golpes na web.

Os dados de cartões de crédito são os mais comercializados, respondendo por 31% do total de bens transacionados. Os cartões são vendidos por US$ 0,10 a US$ 25 e oferecem uma média de US$ 4 mil em crédito, segundo o levantamento.

A Symantec estima que, no período, todos os cartões comercializados no mercado paralelo valiam US$ 5,3 bilhões. As contas bancárias foram o segundo bem mais transacionado, com 20% de participação. As contas são vendidas por valores entre US$ 10 e US$ 1 mil e as contas valem em média US$ 40 mil. Nos casos em que as contas foram comprometidas, o saldo total foi sacado em menos de 15 minutos.

No período observado, a Symantec detectou 69.130 diferentes anunciantes e um total de 44.321.095 mensagens trocadas nos fóruns. Um único anunciante – o mais ativo – tinha um potencial de ganho estimado em US$ 6,4 milhões, segundo o levantamento. (Da redação)

Anterior Chuva adia início de TV digital em SC
Próximos Tribunais usam leis existentes para combater cibercrimes no Brasil