Mercado chinês de smartphones despenca 14% em 2018


A consultoria Canalys revelou seu último relatório sobre o mercado de smartphones da China, referente ao ano de 2018. O segmento encolheu 14% no ano que passou. Foram comercializados 396 milhões de aparelhos, ante 459 milhões em 2017.

Quase todas as empresas que vendem produtos na China perderam espaço. As únicas que cresceram foram Huawei, com expansão de 16% nas vendas, e Vivo (que nada tem a ver com a operadora brasileira), que cresceu 9%.

A Huawei ampliou sua liderança de mercado. Passou de market share de 20% em 2017 para 27% em 2018. A Oppo, segunda maior fabricante, encolheu 2% em vendas, mas cresceu em participação de mercado – de 18% para 20% no último ano. A Vivo, por sua vez, passou de 16% de share para 20%.

A Xiaomi, quarta colocada, encolheu 6% em vendas, mas ganhou um ponto percentual de fatia de mercado, ficando com 12%. A Apple permaneceu estagnada na quinta colocação, com 9% de participação, após as vendas encolherem 13%.

Fabricantes menores perdem cada vez mais a importância na China. Antes responsáveis por 27% do mercado, terminaram 2018 com 12%, depois de uma retração nas vendas de 60%.

2019

Os números chineses são importantes para orientar os planos de expansão internacional das fabricantes. A Apple, única marca americana de destaque no setor, enfrenta o desafio de se manter competitiva em um dos maiores mercados do mundo. A retração geral de vendas, no entanto, mostra desaquecimento do segmento de maneira geral, o que indica acirramento da competição entre as fabricantes locais, e potencial saída dessas companhias para novos mercados.

A consultoria diz que o preço do aparelho no mercado local está subindo, e deve atingir US$ 400 até 2021. A competição no segmento intermediário “superior” e topo de linha deve se intensificar. A Canalys afirma também que em 2019 o cenário deve ser de nova retração, de 3%, com vendas abaixo dos 400 milhões de unidades novamente.

Mercado mundial

O que aconteceu no país asiático não foi isolado. No mundo, as vendas de celulares caíram 4,6%, conforme outro relatório divulgado hoje também pela Canalys. Ao todo, o mercado mundial de smartphones registrou 1,38 bilhão de unidades vendidas (despachadas das fábricas) em 2018.

Conforme a consultoria, a Samsung segue isolada na liderança mundial, tendo vendido quase 300 milhões de dispositivos, embora enfrente retração. A Apple permaneceu em segundo lugar, ameaçada pela Huawei, que cresceu dois dígitos (34,5%), enquanto a empresa da maçã encolheu 1,7%. (Veja mais detalhes na tabela)

Anterior Concessões aceleram desligamentos em 2018
Próximos Algar Telecom amplia rede de fibra óptica no sul de Minas

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *