Mercado aguarda posição da Tandberg TV. Arris ficaria sem opções.


É bastante aguardado, pelo mercado, o posicionamento da Tandberg Television, em relação a oferta da Ericsson, anunciada esta semana. De acordo com Jeff Heynen, analista diretor em IPTV e banda larga da Infonetcs Reserch, instituto de pesquisa norte-americano, essa pode ser uma jogada de mestre da fabricante de redes finlandesa. A oferta de aquisição da …

É bastante aguardado, pelo mercado, o posicionamento da Tandberg Television, em relação a oferta da Ericsson, anunciada esta semana. De acordo com Jeff Heynen, analista diretor em IPTV e banda larga da Infonetcs Reserch, instituto de pesquisa norte-americano, essa pode ser uma jogada de mestre da fabricante de redes finlandesa. A oferta de aquisição da Ericsson pela Tandberg TV, de US$ 1,38 bilhão e prêmio de 18,2% sobre o preço das ações da companhia norueguesa, é um movimento agressivo que coroaria as aquisições da Marconi, Redback e Entrisphere, permitindo a Ericsson oferecer soluções, em larga escala, de DSL, roteamento, fibra e infra-estrutura para suportar serviços IPTV. "Se a aquisição for concretizada, ajudará, certamente, a Ericsson se transformar na principal provedora de infra-estrutura de rede cabeada e sem fio em vídeo", aponta Heynen.

A percepção do analista é de que a Ericsson será bastante forte, principalmente porque poderá fornecer, de ponta a ponta, soluções nas duas principais frentes de negócios do setor: rede cabeada para IPTV e TV móvel. "Com o aumento da demanda por soluções de convergência, por parte dos provedores de serviços, a Ericsson, e seu portifólio de cabo e wireless com aplicação para vídeo, estará muito bem posicionada para assegurar uma significante expansão do seu capital", avalia.

Ao mesmo tempo, o acordo coloca areia nos planos da Arris de se tornar provedora de serviços IPTV no mercado de telecomunicações e vídeo digital. "A Arris, mais uma vez, encontra-se em busca de um direcionamento para ingressar no negócio de vídeo e fazer frente às rivais Cisco e Motorola". Na visão do analista, a única opção da Arris, caso a oferta da Ericsson seja aprovada, seria partir para Harmonic, que tem sido tradicionalmente forte no segmento de soluções de vídeo por cabo com encoders, decoders e processadores. "Fora a Harmonic, não há outra fabricante independente que atenderia a estratégia da Arris", conclui.

( Da Redação, com agências internacionais)

Anterior Comissão de C&T suspende análises de processos de rádio e TV
Próximos Brasscom vai ao Congresso pedir desoneração