Medidata cresce 30% em 2005


No último exercício, diz o presidente Jaques Scvirer, a empresa cresceu cerca de 30%, em dólares, para R$ 248 milhões. (Em 2004, a receita líquida da integradora foi de US$ 65,4 milhões.) Por segmento de clientes, as operadoras representaram 2/3 do faturamento, o setor financeiro 9%, governo, 6%.

As operadoras compraram, sobretudo, equipamentos para comunicação de dados, área na qual o grande parceiro Medidata é a Cisco. Entre outros produtos, adquiriram roteadores IP, MetroEthernet, agregadores.

Mas demandaram, também, serviços de integração de tecnologia da informação. A Vivo, rede local (que adquire também em 2006); a Embratel, grandes servidores Sun para consolidação de seu sistema de billing; a Telemar, equipamentos de armazenamento Hitachi.

Este ano, avalia Scvirer, também será de crescimento. O executivo estima uma expansão da ordem de 20%. Ele considera que haverá boa demanda nas áreas de IPTV; triple play; aperfeiçoamento de sistemas de gestão – gerenciamento e controle da rede para maximizar a receita e reduzir custos; aplicações para celulares.

Anterior Nova gerente de marketing na Neovia
Próximos TV digital: a defesa da flexibilidade