MEC prevê gastar R$ 650 milhões, em três anos, para informatizar todas as escolas públicas do país.


Ao que tudo indica, a educação será o divisor de águas do atual governo , em relação a outros governos. Pelo menos foi o que prometeu o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante o lançamento do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), realizado hoje, no Palácio do Planalto.  Com ações voltadas para o ensino, …

Ao que tudo indica, a educação será o divisor de águas do atual governo , em relação a outros governos. Pelo menos foi o que prometeu o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante o lançamento do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), realizado hoje, no Palácio do Planalto.  Com ações voltadas para o ensino, o plano é uma parceria do Ministério da Educação (MEC) com outros ministérios e prevê, entre outros, a distribuição de computadores para todas as escolas públicas até 2010.
 
O PDE vai abranger a educação básica, fundamental, técnica e de adultos. No entanto, a prioridade do programa será o ensino médio e infantil. Segundo o MEC, serão aplicados cerca de R$ 650 milhões, do próprio ministério, para a instalação de computadores e laboratórios de informática em 130 mil escolas do país, o que significa a aquisição de 520 mil máquinas no total. Após equipar as escolas de ensino médio, até o final de 2007, o MEC pretende ampliar o acesso à tecnologia nas instituições públicas de 5ª a 8ª séries, e posteriormente, de 1ª a 4ª séries. Em 2007, também serão implantados cinco mil laboratórios nas escolas rurais e 8,8 mil em escolas urbanas de 5º a 8ª séries, totalizando 101,5 mil microcomputadores.

Para que o acesso à internet também esteja garantido a todas as escolas, o Ministério das Comunicações vai oferecer a conectividade por meio do Gesac (Governo Eletrônico – Serviço de Atendimento ao Cidadão). Hélio Costa participou do lançamento do Programa e na oportunidade assinou portaria com este fim.

Anterior CommScope adquire Signal Vision
Próximos Ações da Vivo sobem com rumores de compra