MCTI lança edital para atração de centros de P&D


Para reforçar a política de atração de centros de pesquisa e desenvolvimento para o Brasil, o Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação anunciou nesta quinta-feira (19) um edital para atração de centro de pesquisa, desenvolvimento e inovação. As propostas aprovadas pela chamada pública terão R$ 14 milhões em recursos com bolsas oriundos do FNDCT/CT-Info, a serem administrados pelo CNPq e utilizados por até cinco anos. Cada projeto poderá receber até R$ 2 milhões e, em contrapartida, a entidade beneficiada deverá investir ao menos 100% do valor solicitado. 

A iniciativa do governo visa a geração de empregos para egressos do programa Ciência Sem Fronteiras, gerar spinoffs e spill-overs, estimular o registo de patentes e outras formas de proteção intelectual no país e no exterior e que pesquisadores brasileiros atuem no setor privado. 

Qualquer empresa, centro de tecnologia e inovação ou uma combinação dos dois pode inscrever projetos no edital, mas o foco das bolsas é a criação de produtos competitivos globalmente, conforme explicou o secretário de informática do MCTI, Virgílio Almeida.

O mercado de tecnologia da informação é um dos mais dinâmicos do país. Mesmo com o avanço lento do PIB, o setor de TI cresceu 10,8% em 2012 no Brasil, o dobro da média mundial. No entanto, o grosso da receita local está na prestação de serviços e a venda de softwares ainda é pequena, algo que interfere inclusive na balança comercial brasileira. O programa TI Maior tem como uma das metas ajudar a reverter essa situação. 
 

Anterior MDIC regulamenta habilitação provisória para antecipar benefícios da Lei de Informática
Próximos Telefônica Vivo expande fibra óptica em seis capitais