MCT vai subvencionar empresas nacionais de seis áreas prioritárias


Em continuidade à política industrial anunciada ontem pelo presidente Lula, o Ministério da Ciência e Tecnologia, publicou hoje portaria que define seis áreas prioritárias às quais o governo irá liberar recursos para apoiar o desenvolvimento tecnológico de empresas nacionais. As áreas que passarão a receber verbas subvencionadas  são as seguintes: tecnologia da informação e comunicação; …

Em continuidade à política industrial anunciada ontem pelo presidente Lula, o Ministério da Ciência e Tecnologia, publicou hoje portaria que define seis áreas prioritárias às quais o governo irá liberar recursos para apoiar o desenvolvimento tecnológico de empresas nacionais. As áreas que passarão a receber verbas subvencionadas  são as seguintes: tecnologia da informação e comunicação; biotecnologia; saúde; programas estratégicos; energia e desenvolvimento social.

A seguir, os programas e projetos a serem subvencionados pelo governo:

Tecnologia da Informação e Comunicação:
-Desenvolvimento de software e de conteúdo inovador para novas mídias, incluindo TV digital, aparelhos celulares, e de novos dispositivos de acesso à internet e de comunicação sem fio;
-Desenvolvimento de sistemas e/ou antenas de transmissão e recepção de sinais digitais compatíveis com o SBTVD (incluindo setop-boxes de baixo custo e receptores móveis) e de plataformas e componentes inovadores para telecomunicações (incluindo redes NGN, comunicação óptica e comunicação sem fio)
-Desenvolvimento de projetos, processos de fabricação ou protótipos de circuitos integrados dedicados e outros componentes eletrônicos (incluindo displays e outros dispositivos opto-eletrônicos ou micro-eletro-mecânicos para mercados claramente identificados, de grande escala e/ou de elevado impacto econômico e estratégico.

Desenvolvimento Social
-Desenvolvimento de soluções inovadoras para acesso de baixo custo à Internet em banda larga, adequadas para regiões carentes e/ou remotas do país, com modelo de sustentabilidade claramente identificado
-Equipamentos e dispositivos para faciliatar a execução de atividades da vida diária e laborais de pessoas portadoras de deficiência
-Produtos, processo e sistemas inovadores para habitação de interesse social.
 
Biotecnologia
-Desenvolvimento de produtos com alto potencial terapêutico, obtido a partir de princípios ativos exisstentes em espécies da biodiversidade brasileira
-Desenvolvimento de bioinseticidas para controle de insetos transmissores de doenças
-Desenvolvimento de processo biotecnológicos para aumento da produtividade e competititividade da cadeia de produtos agrícolas, com foco em biomoléculas ou polímeros protetores de pós-colheita, biosensores para análise de bebidas alimentícias e kits diagnósticos

Saúde
-Desenvolvimento de dispositivos diagnósticos, prognósticos e ferramentas terapêuticas para doenças neglicencidadas e câncer
-Desenvolvimento de molécula com alto potecnail sanitário e/ou impacto nos gastos do SUS; somatotorfina, insulina humana, calcitonina, entre outros.
-Desenvolvimento de produtos de uso em procedimentos de medicina humana; equipamentos e tradutores de ultrasom; equipamentos para hemodiálise; equipamentos para aparelhos auditivos; radiologia digital; e equipamentos dedicados a telemedicina e telesaúde, entre outros.

Programas Estratégicos
-Desenvolvimento, integração e implantação de sistemas de posicionamento georeferenciado; navegação; controle e guiamento, incluindo simuladores; e produtos de artefatos;
-Desenvolvimento de materiais emissores de elétrons, de materiais de alta densidade energética e de processos industriais para fabricação de peças e sistemas estruturais utilizando materiais compostos, fibras de carbono, semicompósitos e cerâmicas, entre outros.
-Desenvolvimento de tecnologia e artefatos de detecção de ondas eletromagnéticas, entre outros.

Energia
– Desenvolvimento de equipamentos e processo para transformação do vinhoto e para a otimização do aproveitamento da palha da cana  na cadeia do etanol
– Desenvolvimento de equipamentos e processo para extração de óleos de palmáceas e pinhão, visando a produção de biodiesel
–  Desenvolvimento de válvulas de esfera submarinas para exploração de petróleo e gás em águas profundas e de recheios estruturados para torres de processamento.

( Da redação )

Anterior Como ampliar a penetração de banda larga no Brasil
Próximos Publicada a MP da política industrial