MCT vai liberar recursos para TV digital e governo eletrônico


As empresas nacionais interessadas em obter recursos financeiros sob a forma de subvenção econômica para desenvolvimento de projetos ou produtos devem ficar atentas, porque o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) lançou chamada pública com vistas à inovação. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União de hoje e prioriza temas como inovações nas …

As empresas nacionais interessadas em obter recursos financeiros sob a forma de subvenção econômica para desenvolvimento de projetos ou produtos devem ficar atentas, porque o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) lançou chamada pública com vistas à inovação. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União de hoje e prioriza temas como inovações nas áreas de tecnologias da informação, e comunicação; programas estratégicos; biocombustíveis e energias; e desenvolvimento social.

Em tecnologias da informação, poderão ser desenvolvidos e implementados testes de terminais de acesso a setop box (caixas conversoras) e receptores com o uso do middleware ginga para a TV Digital, além de desenvolvimento de sistemas de software para governo (governança eletrônica). Na parte de programas estratégicos, também podem ser desenvolvidos sistema de navegação e controle para satélite de monitoramento da região amazônica e desenvolvimento de controle, interceptação e bloqueio de comunicações, imagens e sinais para as áreas de Segurança Pública e Defesa Nacional, entre outros.

As inovações para o desenvolvimento social visará entre outras coisas, soluções de acesso à internet em banda larga de baixo custo, incluindo o dispositivo de acesso, o sistema de conexão com ou sem fio, interconexão com a rede e o modelo de negócios associados. A portaria ainda determina que o processo de seleção das propostas da chamada deverá destinar pelo menos 30% dos recursos para empresas localizadas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Anterior Nokia lança portal Ovi, reunindo serviços de música, jogos e localização
Próximos Brasil assume a 4ª posição em vendas mundias de computadores