Martinhão quer traçar política para cloud


O novo secretário da Sepin do governo interino quer também trabalhar para que a regulação da Lei de proteção de dados pessoais não traga insegurança ao usuário em relação a sua privacidade.

Maximiliano Martinhão - Secretário de Telecomunicações

O novo secretário  de Política de Informática do governo interino, do Ministério da Ciência e Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), Maximiliano Martinhão, disse, em entrevista ao portal do ministério, que pretende estabelecer uma política para o cloud computing e novas diretrizes para o mundo cibernético.

Segundo ele, pretende atuar para que a nova Lei de Proteção de Dados Pessoais que está em discussão no Congresso Nacional crie uma regulação que não traga insegurança ao usuário em relação a sua privacidade, mas que também seja capaz de atrair investimentos em áreas como a Internet das Coisas.

Vai também reforçar as políticas públicas e usar os instrumentos da Lei de Informática para ampliar a presença do software nacional nos mercados internacional e interno e aproximar a indústria aos centros de desenvolvimento tecnológico.

Anterior Na Holanda, credor pede falência de subsidiária da Oi
Próximos Anatel lança consulta para regular interrupção de serviço de telecom