Logo-Ancine-2017A secretária-executiva do Ministério da Cultura, Mariana Ribas, foi indicada para ocupar a vaga aberta desde janeiro na Ancine. Caso seja aprovada no Senado, onde será sabatinada, a jornalista substituirá Roberto Lima na agência.

Mariana se juntará ao colegiado de diretores formado atualmente por Débora Ivanov e Alex Braga Muniz, além do diretor-presidente, Christian de Castro, também indicado pelo ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, e apontado pelo presidente Michel Temer.

No ano passado, a Presidência da República chegou a indicar Fernanda Farah para o cargo, indicação que foi retirada pouco mais de um mês depois. Segundo nota do Ministério da Cultura, Sá Leitão e a servidora do BNDES chegaram à conclusão de que seria melhor ela permanecer no Banco, dando continuidade ao trabalho de estruturação de novos instrumentos financeiros para o setor, determinados pelo Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual (CGFSA) e pelo planejamento estratégico do BNDES.

A carioca Mariana Ribas é formada em Jornalismo pela Universidade Estácio de Sá, onde também fez especialização em Jornalismo Cultural. No MinC, antes de exercer a função de secretária-executiva, comandou a Secretaria do Audiovisual, trabalhando na execução de linhas de investimento relevantes para o desenvolvimento do setor. Antes, na RioFilme, empresa de investimento em audiovisual da Prefeitura do Rio de Janeiro, ocupou a Gerência de Fomento, a Diretoria Comercial e, em 2015, chegou ao cargo de diretora-presidente. Na Secretaria Municipal de Cultura do Rio, foi coordenadora de Produção e diretora de Fomento.