Marco Civil: Molon pode acatar emenda sobre guarda de registros de aplicativos


O relator do Marco Civil da Internet, deputado Alessandro Molon (PT-RJ), admitiu, nesta quarta-feira (13), a possibilidade de acatar a emenda dos deputados Sandro Alex (PPS-PR) e Paes Landim (PTB/PI), que obriga  a guarda de registros seja obrigatória também para as aplicações da internet, com prazo de 12 meses. A medida tem o apoio das teles.

Ainda nesta quarta-feira, o deputado recebeu a garantia do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, de que o governo não vai aceitar emendas ao artigo que trata da neutralidade da rede. O ministro se reuniu com outras lideranças partidárias na Câmara.

Ao final do encontro, Cardozo disse que o governo também não abre mão da  obrigação de datacenters no Brasil para empresas de internet. A votação do projeto está marcada para a próxima terça-feira (19).(Da redação)

Anterior Claro implanta 4G em Guarulhos
Próximos Moto G chega ao Brasil por R$ 649