Manaus fatura US$ 11,5 bi com eletroeletrônicos


As empresas do pólo industrial da Zona Franca de Manaus  fecharam o primeiro semestre com faturamento de US$ 11,5 bilhões, resultado 3,35% maior que o registrado no mesmo período do ano passado (US$ 11,1 bilhões). De acordo com os dados divulgados hoje pela Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus), o resultado foi estimulado pelo …

As empresas do pólo industrial da Zona Franca de Manaus  fecharam o primeiro semestre com faturamento de US$ 11,5 bilhões, resultado 3,35% maior que o registrado no mesmo período do ano passado (US$ 11,1 bilhões). De acordo com os dados divulgados hoje pela Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus), o resultado foi estimulado pelo aumento das vendas de diversos produtos, a maioria composta por eletroeletrônicos, como televisores com tela de cristal líquido (LCD), “home teathers”, monitores com tela de LCD para uso em informática, auto-rádios, fornos microondas, condicionadores de ar e motocicletas.
 

Tela de LCD 

Segundo a Suframa, o maior crescimento de produção (238,19%) foi verificado entre os fabricantes de televisores com tela de LCD. Foram produzidas neste ano, até junho, 261,6 mil unidades contra 77,3 mil no mesmo período do ano passado. A tendência é que o segmento continue em alta com a proximidade do Brasil em iniciar as transmissões da TV aberta em sinal digital, o que está previsto para dezembro deste ano, estimulando o comércio de aparelhos de alta definição.
 
O balanço semestral informa que além das TVs, também registraram expressivo crescimento nesse período os monitores com tela de LCD para uso em informática (de 514,6 mil para 1,549 milhão de unidades – 201,1% superior), fornos de microondas (681,1 mil para 1,366 milhão – 100,6% maior), rádios e aparelhos reprodutores e gravadores de áudio (de 139,3 mil para 323,6 mil – alta de 132,2%), bicicletas (271 mil para 484,6 mil – 78,8% maior), microcomputadores, inclusive portáteis (de 185,5 mil para 294 mil unidades – mais 58,4%).
 
Entre outros produtos, ainda obtiveram crescimento significativo de produção os compact discs – cds (passou de 116,8 milhões para 174,5 milhões de unidades – alta de 49,4%), receptores-decodificadores de sinal digital (1,6 milhão para 2,1 milhão – 33,7% maior), telejogos (de 38 mil para 56,3 mil – mais 48%), auto-rádios e aparelhos reprodutores de áudio (983,5 mil para 1,270 milhão – 29,1% maior), motocicletas (766,8 mil para 947,4 mil – 23,5% superior). (Da Redação)

Anterior Anatel não editará regulamentação para TV Digital antes de 2008.
Próximos Plenário da Câmara discute projeto de lei das agências na próxima semana