Mais de 1 mil trabalhadores serão atendidos no Pronatec Telecom em 2013


O Pronatec Telecom qualificará profissionalmente neste ano 1.010 pessoas, em vários estados brasileiros. O setor de telecomunicações está oferecendo cursos de capacitação em áreas de instalação, manutenção e reparos na infraestrutura de telecom. Ao longo do ano de 2014, novas turmas serão abertas e, ao todo, o projeto pretende qualificar mais de 15 mil pessoas.  

O Pronatec Telecom, que prevê investimentos de R$ 26 milhões, foi aprovado no ano passado e lançado em maio por meio de acordo de cooperação técnica entre o Ministério das Comunicações e a Federação Brasileira de Telecomunicações (Febratel).  Com isso, o setor de telecomunicações passou a apoiar ações de qualificação profissional desenvolvidas no âmbito do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), do Ministério da Educação, que visa ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica.

Além de subsidiar o Ministério das Comunicações com informações para o desenvolvimento de mão de obra qualificada para o setor, a Febratel também monitora a execução dos cursos, articula vagas de emprego no mercado de trabalho, realiza intermediação da mão de obra e atua junto a parceiros ofertantes na elaboração das grades curriculares.

No próximo mês de outubro, começam sete cursos, ofertados pelo Senai, nas cidades de Brasília (DF), Campo Grande (MS) Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS), para formar cabistas e instaladores e reparadores de redes de telecomunicações. E em novembro e dezembro serão lançados mais cursos.

Os cursos são gratuitos e os selecionados recebem ainda ajuda de custo de alimentação e transporte. Para fazer a inscrição, o interessado pode ser indicado por uma empresa de telecomunicações ou pode procurar diretamente nos sites da Febratel (febratel.org.br) e Telebrasil (telebrasil.org.br). Também é possível consultar nos sites a relação dos cursos e o número de vagas disponíveis. Não é exigido do interessado que ele esteja empregado no ato da inscrição.(Da redação, com assessoria de imprensa)
       

Anterior Senado aprova criminalização de fabricação e venda de aparelhos de 'grampo'
Próximos Unisys prestará serviços de TI para a Secretaria da Fazenda de Pernambuco