Lucro líquido da TIM atinge R$ 231 milhões no ano


O lucro líquido da TIM Brasil no exercício de 2009 totalizou R$ 231,6 milhões, representando um aumento de 28,6% sobre os R$ 180,2 milhões registrados em 2008. No quarto trimestre de 2009, no entanto, o lucro da operadora alcançou R$ 330 milhões, uma queda de 14,0% na relação com o 4T08, devido ao maior uso …

O lucro líquido da TIM Brasil no exercício de 2009 totalizou R$ 231,6 milhões, representando um aumento de 28,6% sobre os R$ 180,2 milhões registrados em 2008. No quarto trimestre de 2009, no entanto, o lucro da operadora alcançou R$ 330 milhões, uma queda de 14,0% na relação com o 4T08, devido ao maior uso de crédito fiscal.

A operadora registrou recorde histórico no EBITDA (resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização) e na margem EBITDA, que alcançaram, respectivamente, R$ 959 milhões e 28,2% no 4T09. No ano, O EBITDA teve aumento de 3,0%. A margem Ebitda em 2009 ficou em 33,5%.

A TIM encerrou o ano com 41,1 milhões de assinantes em sua base, 12,9% acima de 2008, o que representa uma participação de mercado de 23,6% em dezembro. As adições líquidas no período totalizaram 4,7 milhões de linhas, representando 20,2% do total de adições líquidas do mercado. No quarto trimestre, a TIM registrou um aumento de 1,5 milhão de novas linhas (elevação de 25,6% ano-a-ano, e queda de 15,3% na comparação trimestre a trimestre).

O segmento pós-pago atingiu 6,5 milhões de usuários e o segmento pré-pago, um total de 34,7 milhões de usuários. A cobertura GSM atingiu 94% da população urbana do país, atendendo aproximadamente 2.958 cidades.

A operadora teve ainda crescimento sustentável e de valor no MOU para 99 minutos no 4T09. O ARPU em R$ 27,0 foi o mais alto obtido pelas operadoras móveis.

As receitas brutas de VAS (Serviço de Valor Adicionado) ficaram em R$ 499 milhões no 4T09, um acréscimo de 5,8% em relação ao 4T08. As receitas brutas de VAS representaram 11,3% da receita bruta total de serviços no 4T09.

Investimentos

Os investimentos no 4T09 — incluindo dezembro de 2009 da Intelig — totalizaram R$ 995,6 milhões, representando um aumento de 27,2% sobre os R$ 782,5 milhões registrados um ano antes. Durante o trimestre, aproximadamente 87% dos investimentos estiveram relacionados à rede e TI. No ano, os investimentos alcançaram R$ 2,1 bilhões, representando um aumento de 10,3% sobre 2008 (excluindo-se o pagamento de licenças 3G). Em 2009, os investimentos focaram principalmente a cobertura de rede e a capacidade para suportar o crescimento de tráfego, principalmente da rede 2G (voz), uma vez que a operadora reforçou as ofertas com os planos Infinity, Liberty e DaVinci.

Intelig

O presidente da TIM Brasil, Luca Luciani, destacou que com a Intelig, a TIM torna-se uma empresa mais “forte” para atacar o mercado de dados e de soluções, por meio da rede metropolitana da Intelig, além dos benefícios da estrutura de rede de transporte própria. “Essa combinação de infraestrutura própria permitirá acelerar o desenvolvimento da rede 3G, otimizar custos de aluguel de meios e também melhorar nosso posicionamento competitivo”, comentou. (Da redação)

Anterior GVT fecha 2009 com lucro líquido de R$ 197 milhões
Próximos Contax lucra mais e investe menos em 2009