Lucro líquido da Algar Telecom recua 6,2% no 3º trimestre


A Algar Telecom, fechou o terceiro trimestre com lucro líquido consolidado de R$ 37,2 milhões, resultado 6,2% menor que o obtido em igual período de 2013. A receita líquida chegou a R$ 571,7 milhões, 19,2% maior que o apontado terceiro trimestre do ano passado. O Ebitda consolidado atingiu R$ 149,2 milhões, com margem líquida de 26%, impulsionado pelo negócio Telecom que alcançou R$ 122,9 milhões e margem de 32%, três pontos percentuais acima do mesmo período do ano anterior.

Os destaques do período foram o crescimento de 23% na base de clientes móveis e evolução de 48,7% nas receitas de Soluções Integradas de TIC e BPO, 24% nas de telefonia móvel e 12,9% nas de soluções de Telecom a clientes corporativos. A receita bruta consolidada registrada, entre os meses de julho a setembro, cresceu 17,2% em relação ao mesmo período do ano passado, alcançando R$ 728,6 milhões.

Ao final do 3T14, a Algar Telecom apresentava cerca de três milhões de unidades geradoras de receita – UGRs em seu negócio Telecom, uma adição líquida de 325 mil em relação ao mesmo período do ano anterior. A evolução de 12,2% foi impulsionada, principalmente, pelos serviços de telefonia móvel e fixa, que cresceram 23% e 9,9%, respectivamente.

A Algar Telecom investiu R$ 107,1 milhões no terceiro trimestre, ante R$ 106,8 milhões no mesmo período do ano anterior. Dentre os destinos dos recursos neste período: 61% foi direcionado à expansão das redes – com destaque à infraestrutura necessária à oferta de serviços de dados ao mercado corporativo e à modernização e ampliação das redes de banda larga, levando fibra óptica até as residências em substituição à rede metálica; 10% para o crescimento dos serviços de soluções integradas de TIC e BPO e 29% para garantir a manutenção e a qualidade das operações.

Em 30 de setembro de 2014, a controlada Algar Celular adquiriu o Lote 5 da faixa de frequência de 700 MHz no leilão realizado pela Anatel, o qual contempla os 87 municípios já atendidos pela companhia nos Estados de MG, SP, GO e MS. A aquisição da licença permitirá tanto a oferta de banda larga 4G de alta velocidade quanto o futuro lançamento de outros produtos e serviços 4G.

Ainda em linha com os pilares estratégicos da empresa, a Algar Telecom assinou um contrato, junto a três outras empresas, para a construção de um novo cabo submarino de fibra óptica que conectará o Brasil aos Estados Unidos, de Santos (SP), passando por Fortaleza (CE) até a cidade de Boca Raton (Flórida, EUA). As obras iniciaram em outubro e devem ser concluídas ao final de 2016. A nova rota terá mais de 10 mil Km de extensão e seis pares de fibras, com capacidade superior a 64 Tbps. A Algar Telecom irá investir em um par de fibra e isso permitirá a oferta de serviços de maior capacidade e qualidade (HD/4K) aos clientes.(Com assessoria de imprensa)

Anterior Criação de operador único para emissoras públicas ganha destaque em evento da Câmara
Próximos Sancionada lei que reabre o prazo do REPNBL