Lucro da TIM cresce 0,4% mesmo com parada de vendas de chip no trimestre


 

A Tim Participações registrou lucro líquido de R$ 318 milhões no terceiro trimestre de 2012, contra R$ 316 milhões obtidos no mesmo período do ano passado, registrando alta de apenas 0,4%. A receita líquida cresceu 8% ante o resultado do terceiro trimestre de 2011, passando de R$ 4,3 bilhões para R$ 4,7 bilhões.Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) avançou 3,8% no terceiro trimestre deste ano, ao somar R$ 1,201 bilhão, em relação a igual época do ano passado, quando atingiu R$ 1,157 bilhão. A Margem Ebitda ajustada foi 26,3% (contra 26,5% no 3T11).A operadora aumentou o provisionamento para as multas da Anatel.

 

A empresa afirmou que o terceiro trimestre foi bem duro, marcado por uma severa suspensão de vendas determinada pela Anatel, alegação de queda proposital de chamadas, retomada de discussões relacionadas a pagamento de impostos e contingências. “Esses eventos, embora não sejam necessariamente relacionados com os fundamentos do negócio, acabaram tendo pesado impacto na nossa imagem e em menor escala, na parte financeira”, disse o presidente da companhia, Andrea Mangoni, no comunicado.

 

A base total de assinantes da TIM terminou o terceiro trimestre com 69,4 milhões de linhas, aumento de 17,2% contra o mesmo trimestre de 2011, enquanto o crescimento do mercado foi de 13,9%. A participação atingiu 26,8% no período, contra 26,0% no ano anterior.

 

A base de clientes de pós-pago atingiu 10,3 milhões de usuários, um crescimento de 18,6% ano a ano contra 19,6% no mesmo período do ano passado. Neste trimestre, a companhia adicionou 261 mil clientes no segmento pós-pago (contra 632 mil no 3T11). É importante destacar que, Considerando somente linhas de uso humano, a TIM adicionou 541 mil, um crescimento de 24% na comparação anual versus 13,9% de crescimento do mercado.

Separando a base pós-paga em acessos M2M e Humanos (Voz e Banda Larga), o primeiro alcançou 1,2 milhões de usuários e os acessos Humanos de Voz alcançaram 8,2 milhões de usuários, enquanto os acessos de Banda Larga alcançaram 836 mil usuários.

Quanto ao segmento pré-pago, os usuários totalizaram 59,1 milhões, crescimento de 17,0% ano a ano alavancado em grande parte pelo plano Infinity Pré, que alcançou mais de 57 milhões de usuários ou 98% da base nesse segmento.

Neste trimestre, a TIM registrou dois efeitos não recorrentes em seus resultados, totalizando R$ 42 milhões. O primeiro deles (R$ 16 milhões) refere-se ao provisionamento de crédito de publicidade não utilizado nos veículos Jornal do Brasil e Gazeta Mercantil (companhias controladas pela CBM -subsidiaria do grupo Docas). O segundo evento (R$ 26,1 milhões) trata-se de provisão para processos administrativos na Anatel (período entre 2007 e 2009), que por ter atingido a esfera do Conselho Diretor da agência, sua probabilidade de perda foi alterada de possível para provável, passando assim a afetar o resultado deste período.

(Da redação)

Anterior T-Systems do Brasil anuncia Paulo Roberto Bertaglia para área de negócios estratégicos
Próximos Startup brasileira lança videoconferência para Facebook