Lucro da Telefónica cresce 70% no segundo tri e dobra no primeiro semestre


A Telefónica de España, controladora da Telefónica Vivo no Brasil, fechou o segundo trimestre do ano com lucros de 1,891 bilhão, aumento de 70,4% e de €3,693 bilhões no semestre, crescimento de 105,4%. As receitas do trimestre foram de €11,876 bilhões (mais 12,4%) em relação ao mesmo período do ano passado, e de €22,4 bilhões nos últimos seis meses.

A operadora espanhola apresentou também crescimento de 7,2% do EBITDA semestral, para €7,32 bilhões , e de €3,702 bilhões no segundo trimestre, crescimento de 6,8%. Com este resultado, a companhia aumentou de 7% para 9,5% a projeção de receita para o ano. Este bom desempenho foi atribuído pela empresa à melhora das condições econômicas na Espanha, ao forte desempenho do mercado alemão, e ao crescimento da comunicação de dados móveis, cujas receitas cresceram 12,5% no semestre.

O grupo fechou o semestre com 329,4 milhões de clientes, após a incorporação da GVT, no Brasil, e da Digital Plus na Espanha. Os investimentos globais somaram  €5, 09 bilhões, crescimento de 66% frente ao semestre de 2014. A empresa ressalta, em seu comunicado, que tem uma das  maiores redes de fibra óptica até a residência da Europa (FTTH), com 12,5 milhões de residências cobertas. E no Brasil, já são 16,1 milhões de residências cobertas com a fibra óptica.

A companhia destaca que a integração da GVT ao grupo acelerou o crescimento das receitas com contribuições positivas tanto para o segmento de telefonia móvel como para o de telefonia fixa.

A dívida financeira continua em €51,2 bilhões. A empresa informa  que mantém a política de distribuição de dividendos, de 0,35 euros por ação no quatro trimestre deste ano, e de 0,40 euros no quatro trimestre de 2016. E os dividendos referentes a 2016 serão de 0,75 por ação em dinheiro, além de amortização de títulos de 1,5%

Anterior Receita do Facebook aumenta 39%
Próximos Telefónica está confiante com ajuste fiscal no Brasil