Lucro da Ericsson cai 20% no trimestre


A Ericsson divulgou na madrugada desta sexta-feira, 17, os resultados financeiros para o segundo trimestre do ano. A companhia reportou aumento de 11% na receita (60,7 bilhões de coroas suecas, ou US$ 7,04 bilhões) em relação aos meses de abril a junho de 2014, beneficiada por mudanças cambiais. Se mantidas as mesmas taxas de 2014, o faturamento teria encolhido 6% no período. O lucro líquido caiu 20%, atingindo o equivalente a US$ 245 milhões.

O resultado sofreu, também, forte impacto da reestruturação por que passa a companhia, que já demitiu mil dos 2,2 profissionais que seriam cortados na Suécia. As mudanças internas geraram um custo de US$ 313,2 milhões no trimestre.

As vendas no segmento de redes demonstraram recuperação e cresceram 8%, atingindo US$ 3,6 bilhões. O segmento de serviços cresceu 14%, faturando US$ 3 bilhões. A área de soluções e suporte teve receita de US$ 360 milhões. A margem caiu para 33,2% (era de 36,4% um ano antes). A empresa aumentou o investimento em P&D em 9%, que agora soma US$ 1,15 bilhão.

PUBLICIDADE

Performance regional
A Ericsson apresentou retração nas vendas na América do Norte, de 4%, na comparação com o mesmo trimestre um ano atrás. Em relação ao primeiro trimestre, porém, houve crescimento de 19%. O dado faz a companhia considerar que o mercado de Estados Unidos e Canadá está estabilizado, especialmente no setor de banda larga móvel.

O segundo maior mercado da companhia, o nordeste asiático, cresceu 8% YoY, impulsionado pela China, onde a implementação do 4G elevou a receita. Na América Latina houve retração no ano, de 6%, e crescimento no trimestre de 11%. A empresa enxerga, por aqui, aumento na demanda por BSS e projetos de integração de sistemas, com impacto negativo do câmbio no capex das operadoras.

Anterior TVs abertas já têm regra para adoção da Libras
Próximos Justiça de Portugal nega pagamento a empresário por venda da PT