LTE termina 2019 com quase 4 bilhões de conexões no mundo


Havia no final de 2018 3,9 bilhões de acessos LTE no mundo, conforme dados da consultoria Ovum compilados a pedido da organização 5G Americas. O número equivale a 47% de todas as tecnologias celulares ativas.

Durante o quarto trimestre de 2018, a participação de mercado na América do Norte, o maior mercado global da LTE nesse quesito, chegou a 82%; as regiões mais próximas são a Oceania, e Leste e Sudeste Asiático onde a LTE tem participação de mercado de 67%, seguidas pela Europa Ocidental, com 52%.

A LTE também cresceu muito na região da América Latina e do Caribe, onde conta com 40% do mercado, comparado com 29% no final de 2017. A participação de mercado representa a porcentagem de conexões móveis sem fio que usam a tecnologia LTE, comparada com todas as outras tecnologias móveis celulares. No mundo existem 637 rede LTE em atividade comercial. Destas, 294 usam tecnologia LTE-Advanced.

América do Norte

A LTE registrou 417 milhões de conexões e participação de mercado de 82% nos EUA e Canadá. Em 2018, a taxa de penetração da LTE passou o marco de 100%. Essa taxa deve chegar a 125% em 2021, embora a partir deste momento, o número de assinaturas e a penetração da LTE devem sentir o impacto das novas conexões 5G. A taxa de penetração representa o número de conexões em relação à população.

Até o final de 2020, a LTE deve registrar participação de mercado de 86% com 473 milhões de conexões (incluindo M2M). Em seguida, esses números devem começar a cair devido ao crescimento da 5G; as previsões sugerem que em 2021, a participação de mercado da 4G deve diminuir para 83%, com 467 milhões de assinaturas LTE.

Nos Estados Unidos, espera-se 336.000 conexões 5G ai fim deste ano, ou 47% de todas as conexões globais da 5G; no entanto, o número de conexões 5G deve crescer rapidamente na América do Norte para 4 milhões em 2020. O número de conexões 5G deve passar 100 milhões em 2022.

América Latina e o Caribe

No final de 2017, a participação de mercado da LTE aumentou de 17% para 29% na comparação anual, subindo para 40% no final de 2018. Até o final de 2019, a LTE deve ser a tecnologia mais difundida nessa região.

Do total de 700 milhões de assinaturas banda larga móvel, 277 milhões são LTE. Foram 74 milhões de conexões novas em relação ao trimestre final de 2017. Em 2018, o quarto trimestre registrou o maior crescimento trimestral da tecnologia LTE, contabilizando 19,8 milhões de novas conexões, enquanto todas as outras tecnologias registraram queda. Perdendo 53 milhões de conexões, a GSM terminou 2018 com apenas 123 milhões de conexões.

A LTE está prevista a acumular 348 milhões de conexões até o final de 2019, 413 milhões de conexões até o final de 2020 e um máximo de 510 milhões de conexões até o final de 2022 com participação de mercado de 67% (incluindo M2M).

Até 2021, a 5G deve registrar aproximadamente 3,5 milhões de conexões, figura este que deve crescer para 17 milhões em 2022 e 75 milhões em 2023. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Liminar obriga a Vivo a alterar plano por site e aplicativo
Próximos Oi e Huawei lançam em Búzios primeira experiência da 5G no país