LTE em 700MHz: Anatel recebe esta semana minuta de testes de laboratório


Superintendente de outorgas espera para final de abril o relatório de testes em campo das possíveis interferência da TV Digital no serviço LTE
Superintendente de outorgas espera para final de abril o relatório de testes em campo das possíveis interferências da TV Digital no serviço LTE

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) com apoio do Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel) realizou uma série de testes de laboratório, em Santa Rita do Sapucaí, para verificar os possíveis problemas de interferência em um cenário de convivência entre os serviço de TV Digital e banda larga móvel LTE na faixa de 700Mhz. E, os primeiros resultados destes testes chegarão à agência esta semana, conforme explicou o superintendente de outorgas e recursos à prestação, Marconi Thomaz de Souza Maya, ao Tele.Síntese.

Os testes de campo, que ocorrem em Pirinópolis (GO), agora avaliam na prática as possíveis interferências da TV Digital no sistema de banda larga móvel LTE em 700 MHz. Depois das dificuldades enfrentadas pela agência, que levaram ao atraso de um mês para o início dos testes (de dezembro para janeiro), as atividades já evoluem, diz Maya. “Estamos fazendo mais. Em geral, os testes são para verificar a interferência do novo serviço, para proteger o antigo. Mas estamos avaliando o efeito do serviço antigo no novo. Estamos fazendo o teste mais completo para ter a garantia de convivência harmônica entre os serviços”.

Tal cuidado, no entanto, fará com que o processo leve mais tempo. “Estávamos fazendo os testes de interferência da TV Digital no serviço LTE. Agora avaliamos a interferência do LTE na TV e começamos os testes das medidas de mitigação como o uso de filtros, polarização de antenas, altura de antena”, diz Maya. Esses testes são fundamentais para o adequado dimensionamento do que precisará ser investido para que todas as pessoas possam usar os dois serviços. Neste cenário, a agência espera ter o relatório dos testes em campo até o final de abril.

Enquanto a Anatel trabalha  para verificar as possíveis interferências da TV Digital no serviço de banda larga móvel LTE na faixa de 700 MHz, o Ministério das Comunicações (Minicom) está preparando portarias para disciplinar o uso de reforçadores de sinal de TV Digital, um recurso que deve ser muito utilizado pela radiodifusão a partir da digitalização dos canais e uma das preocupações do setor de telecomunicações, uma vez que a complexidade da infraestrutura de suporte a ambos os serviços tende a ser cada vez mais complexa.

Antena externa

A Anatel entende que a TV Digital pressupõe o uso de antena externa de TV Digital e que é legítima a preocupação dos radiodifusores em relação ao uso de antenas internas pelos usuários brasileiros, que poderia aumentar as chances de interferência dos celulares no serviço de radiodifusão digital. “No caso da TV digital, dado que o terminal é móvel, a depender da distância de uso entre os dois serviços pode haver interferência. O melhor é que tenhamos [nas residências] antena externa”, afirma Maya. A Anatel, no entanto, não está trabalhando com a previsão de substituição de antenas internas por externas no modelo de ressarcimento para ocupação da faixa de 700 MHz.

Anterior Preço mínimo por posição de satélite é de R$ 12,2 milhões. Licitação acontece dia 6 de maio.
Próximos Tim Berners-Lee divulga apoio ao Marco Civil da Internet

1 Comment