Linktel negocia novos acordos no Brasil e fecha com T-Mobile



Após a compra da VEX pela OI, a Linktel Corporate aproveita sua independência em relação às grandes operadoras para crescer no mercado de Wi-Fi. Após fechar acordo comercial com a TIM, anunciado em no início do mês, a empresa especializada em serviços de comunicação multimídia está prestes a fechar um acordo com a Deutsch Telecom, T-Mobile nos EUA, para compartilhamento de infraestrutura de rede wireless, o que elevaria o número de hotspots fora do Brasil para quase 1 milhão, com apoio da iPass. Mais do que isso, mantém conversa com provedoras de conteúdo online, entre outras, para acordos semelhantes ao realizado com a operadora da Telecom Itália.

 

 “Nossa parceria com a TIM não requer exclusividade”, explica Jonas Trunk, presidente da Linktel, que garante ter capacidade para colocar simultâneamente até 16 redes de empresas diferentes nos mesmos hotspots sem qualquer conflito. Por hora, as conversas avançam com operadoras estrangeiras que, diante da realização de grandes eventos esportivos no Brasil, querem acordos para oferecer internet a seus usuaŕios por aqui.

 

Com isso, a oferta de roaming internacional Wi-Fi da Linktel vai crescendo. Hoje, a companhia conta com 230 mil hotspots no exterior. “Isso é muito mais do que algumas operadoras têm”, diz.

 

No Brasil, a Linktel tem 1,2 mil hotspots, valor que deve alcançar 1,6 mil até o final de 2012. A meta é manter o nível de concorrência com a VEX. A companhia investirá este ano R$ 2 milhões com recursos próprios por conta do acordo com a TIM e espera faturar R$ 20 milhões em 2012, ante R$ 12 milhões em 2011.

 

O aporte, para o tamanho da companhia, é da mesma magnitude da capilaridade que ganha ao ter 15 milhões de potenciais usuários da operadora, ante os cerca de 300 mil usuários próprios. A Linktel, no entanto, mantém uma estimativa conservadora do número efetivo de clientes TIM que devem utilizar sua rede, algo em torno de 60 mil/mês.

 

Além do aumento no número de usuários, a empresa está expandindo sua atuação geográfica. “Estamos colocando fibra óptica no Rio de Janeiro, da Barra da Tijuca até Alphaville, em São Paulo”, diz. De acordo com Trunk, o backbone da Linktel cobre hoje a capital paulista, Guarulhos, Sorocaba, Campinas e ABC. “Esse é nosso diferencial”, diz.

Anterior Proteste vê avanços na proposta de cobrança de TUP, mas critica premissas.
Próximos CGI conclui compra da Logica