Lenovo terá fábrica e centro de distribuição em São Paulo


A Lenovo, segunda maior companhia de computadores do mundo, anuncia nesta quinta-feira (5) que investirá US$ 30 milhões na construção de uma fábrica e um centro de distribuição na cidade de Itú, em São Paulo. A unidade produzirá uma linha completa de computadores comerciais e de consumo para os clientes da Lenovo no Brasil. As …

A Lenovo, segunda maior companhia de computadores do mundo, anuncia nesta quinta-feira (5) que investirá US$ 30 milhões na construção de uma fábrica e um centro de distribuição na cidade de Itú, em São Paulo. A unidade produzirá uma linha completa de computadores comerciais e de consumo para os clientes da Lenovo no Brasil. As novas instalações terão 325.000 metros quadrados e, de acordo com o cronograma, entrará em operação até dezembro deste ano.

Até 700 funcionários serão admitidos quando a unidade alcançar a capacidade máxima de produção, o que está previsto para acontecer dentro de dois anos. A unidade ajudará a empresa a estabelecer um modelo de negócios mais integrado no Brasil, ao mesmo tempo em que estenderá o compromisso global da Lenovo para os clientes brasileiros.

A Lenovo é a fabricante de PCs que mais cresceu no mundo por 10 trimestres consecutivos. A empresa pretende alavancar esse sucesso por meio da expansão vigorosa dos seus negócios no Brasil, terceiro maior mercado de PCs do mundo em 2011. O centro posicionará a Lenovo para alcançar um crescimento superior ao do mercado brasileiro, ajudando a empresa a repetir a sua história de sucesso em todo o mundo.

A fábrica e o centro de distribuição produzirão uma linha completa de desktops e notebooks para o mercado comercial e de consumo. As novas instalações permitirão à empresa expandir significativamente o seu portfólio de produtos no Brasil e fortalecer a sua competitividade em preços, ao mesmo tempo em que minimizará o tempo de entrega dos produtos. A nova unidade ampliará ainda mais a eficiente rede de fabricação global da Lenovo, que utiliza uma estratégia híbrida – mesclando fábricas end-to-end locais e parceiros externos – para atender às necessidades dos seus clientes em mais de 160 países.(Da redação, com assessoria de imprensa)

Anterior TIM oferece roaming internacional por menos de R$ 0,50/min
Próximos Itamaraty usará SMS para apoiar brasileiros no exterior